sicnot

Perfil

Mundo

Partido Trabalhista britânico abre caminho a aprovação de ataques aéreos na Síria

O líder dos Trabalhistas britânicos, o pacifista Jeremy Corbyn, decidiu dar liberdade de voto aos deputados do partido acerca dos ataques aéreos britânicos na Síria, abrindo caminho a uma aprovação no parlamento.

Reuters

Reuters

© Neil Hall / Reuters

A decisão foi anunciada numa reunião de Corbyn com o seu governo sombra, segundo um alto responsável do Partido Trabalhista citado pelos meios de comunicação social.

O primeiro-ministro conservador, David Cameron, deve pedir, provavelmente a partir de quarta-feira, a aprovação do parlamento para se alargarem à Síria os ataques da força aérea britânica que já decorrem no Iraque.

Dispondo de uma pequena maioria no parlamento, Cameron queria conseguir um apoio mais largo e nos últimos dias, várias dezenas de deputados trabalhistas, chocados com os atentados de Paris, deixaram saber que queriam votar a favor dos bombardeamentos.

No entanto, Corbyn reafirmou a sua oposição à intervenção, segundo ele sinónimo sobretudo de vítimas civis.

O líder do Labour optou agora por deixar a decisão aos seus deputados, embora mantendo que a oposição oficial do partido é contra os ataques aéreos.

A posição de Corbyn evitará, segundo analistas, a deterioração do seu governo sombra, muito dividido sobre a questão, e uma revolta aberta dos parlamentares, entre os quais o vice-presidente do partido, Tom Watson.

Lusa

  • "Espero que num prazo muito breve seja tudo esclarecido"
    1:34

    País

    O ministro do Trabalho e da Segurança Social disse hoje que é preciso aguardar pelo resultado da inspeção que está a ser feita às contas da associação Raríssimas. Vieira da Silva espera que tudo seja esclarecido o mais rapidamente possível.

  • As contradições do (ainda) secretário de Estado da Saúde
    1:58

    País

    Antes do pedido de demissão, o secretário de Estado da Saúde foi, na tarde de terça-feira, confrontado com uma série de novos documentos pela reportagem da TVI. Manuel Delgado é confrontado com uma série de acusações e entra, várias vezes, em contradição.

  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.