sicnot

Perfil

Mundo

Partido Trabalhista britânico abre caminho a aprovação de ataques aéreos na Síria

O líder dos Trabalhistas britânicos, o pacifista Jeremy Corbyn, decidiu dar liberdade de voto aos deputados do partido acerca dos ataques aéreos britânicos na Síria, abrindo caminho a uma aprovação no parlamento.

Reuters

Reuters

© Neil Hall / Reuters

A decisão foi anunciada numa reunião de Corbyn com o seu governo sombra, segundo um alto responsável do Partido Trabalhista citado pelos meios de comunicação social.

O primeiro-ministro conservador, David Cameron, deve pedir, provavelmente a partir de quarta-feira, a aprovação do parlamento para se alargarem à Síria os ataques da força aérea britânica que já decorrem no Iraque.

Dispondo de uma pequena maioria no parlamento, Cameron queria conseguir um apoio mais largo e nos últimos dias, várias dezenas de deputados trabalhistas, chocados com os atentados de Paris, deixaram saber que queriam votar a favor dos bombardeamentos.

No entanto, Corbyn reafirmou a sua oposição à intervenção, segundo ele sinónimo sobretudo de vítimas civis.

O líder do Labour optou agora por deixar a decisão aos seus deputados, embora mantendo que a oposição oficial do partido é contra os ataques aéreos.

A posição de Corbyn evitará, segundo analistas, a deterioração do seu governo sombra, muito dividido sobre a questão, e uma revolta aberta dos parlamentares, entre os quais o vice-presidente do partido, Tom Watson.

Lusa

  • Uma viagem pela Estrada Nacional 236
    2:52
  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43