sicnot

Perfil

Mundo

Descobertas centenas de pegadas de dinossauros em ilha escocesa

Um grupo de cientistas descobriu na ilha de Skye, na Escócia, centenas de pegadas do grupo de saurópodes, dinossauros com longos pescoços e caudas, que viveram há 170 milhões de anos e comiam plantas.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Khaled Abdullah Ali Al Mahdi

O dinossauro tinha pelo menos 15 metros de altura e pesava mais de 10 toneladas. A maior das pegadas tem 60 centímetros de largura.

Esta são as primeiras pegadas de saurópodes encontradas na Escócia. Até agora, a única prova de que aqueles animais tinham habitado na região era baseada em fragmentos de ossos e de dentes.

O cientista Steve Brusatte, da Universidade de Edimburgo, disse que a localização em Skye é "uma das mais importantes descobertas relacionadas com dinossauros feita na Escócia".

"Há tantas pegadas que se cruzam entre si que parece uma discoteca de dinossauros preservada na pedra", disse o paleontólogo, assegurando que se pode seguir as pegadas daqueles animais e andar sobre a água como fizeram há 170 milhões de anos, quando a temperatura na Escócia era muito mais quente do que hoje.

Os dinossauros responsáveis pelas pegadas são ancestrais das espécies conhecidas como brontossauros e diplodocos, segundo os cientistas, que publicaram os resultados no "Scottish Journal of Geologt".

Tom Challands, coautor do trabalho e também da Universidade de Edimburgo, disse que "é estimulante" fazer uma descoberta e conseguir estudá-la em detalhe, mas, acrescentou, que aquela é apenas a "ponta do iceberg".

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.