sicnot

Perfil

Mundo

Hillary Clinton diz que luta dos negros por igualdade está longe de terminar

​Sessenta anos depois de Rosa Parks se ter recusado a ceder o lugar a um passageiro branco num autocarro, Hillary Clinton denunciou o racismo persistente da sociedade americana, prometendo continuar na Casa Branca a luta contra a desigualdade.

Rodeada pelo advogado de Rosa Parks, Fred Gray (na imagem), e por uma filha de Martin Luther King Jr., Bernice King, Hillary Clinton sublinhou que, apesar das grandes leis de direitos civis da década de 60, os negros americanos continuam a ser tratados de forma desigual pela justiça, pelos agentes policiais e por certas leis.

Rodeada pelo advogado de Rosa Parks, Fred Gray (na imagem), e por uma filha de Martin Luther King Jr., Bernice King, Hillary Clinton sublinhou que, apesar das grandes leis de direitos civis da década de 60, os negros americanos continuam a ser tratados de forma desigual pela justiça, pelos agentes policiais e por certas leis.

© Marvin Gentry / Reuters

"Para muitos americanos, especialmente os afro-americanos, o sistema penal não é o que deveria ser", disse a candidata presidencial democrata, num discurso na igreja batista Dexter Avenue Baptist Church King Memorial, em Montgomery, no Estado do Alabama (sul), onde o boicote dos autocarros começou após o ato de Rosa Parks, a 1 de dezembro de 1955.

Rodeada pelo advogado de Rosa Parks, Fred Gray, e por uma filha de Martin Luther King Jr., Bernice King, Hillary Clinton sublinhou que, apesar das grandes leis de direitos civis da década de 60, os negros americanos continuam a ser tratados de forma desigual pela justiça, pelos agentes policiais e por certas leis, especialmente no velho sul segregacionista.

"Há algo de profundamente injusto quando os homens negros são mais propensos a ser detidos e revistados pela polícia, a ser acusados de um crime e condenados a penas de prisão mais longas do que os homens brancos", acrescentou a candidata, lamentando que um terço dos homens negros nos Estados Unidos corra o risco de ser preso algures durante o seu tempo de vida.

Segundo Hillary, milhão e meio de homens negros faltam às suas famílias, ou porque morreram prematuramente ou porque estão presos.

"É hora de mudar a nossa abordagem e acabar com a era do encarceramento em massa nos Estados Unidos", acrescentou Hillary Clinton, cujo marido, Bill Clinton, promulgou, nos anos 1990, um endurecimento histórico da política penal norte-americana.

A candidata democrata, que se reuniu nos últimos meses com elementos do movimento de protesto "Black Lives Matter" (traduzível como "As Vidas dos Negros Importam"), falava a convite da National Association Bar, associação nacional dos advogados.

Para Hillary Clinton, a luta contra o racismo é uma responsabilidade de toda a sociedade norte-americana.

Lusa

  • "Django Libertado" gera polémica nos Estados Unidos
    2:12

    Cultura

    O filme "Django Libertado", que estreou ontem em Portugal, está no centro de uma polémica nos Estados Unidos. O filme tem gerados vários protestos de associações norte-americanas de defesa dos direitos dos negros que consideram o filme ofensivo. Os bonecos das personagens do filme foram retirados do mercado pela produtora do filme de Quentin Tarantino depois de muitas pressões . A partir daí os bonecos têm vindo a valorizar-se por existirem poucos exemplares.

  • Mais de 50 concelhos do país em risco máximo de incêndio

    País

    Mais de meia centena de concelhos de dez distritos do país estão hoje em risco 'máximo' de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). De acordo com o IPMA, estão sob este aviso 51 concelhos dos distritos de Castelo Branco, Faro, Portalegre, Santarém, Coimbra, Leiria, Guarda, Vila Real, Viseu e Bragança.

  • "Ao contrário do que diz a direita, o futuro dos jovens é aqui"
    0:52

    Economia

    António Costa atacou esta sexta-feira à noite a direita com o aumento do emprego jovem. Perante vários jovens no acampamento nacional da Juventude Socialista, o secretário-geral do PS dirigiu-se ainda aos partidos de direita para garantir que o aumento do salário mínimo está a criar mais emprego com maior qualidade.

  • Uma viagem aérea por Pegões
    1:00
    Visão de Portugal

    Visão de Portugal

    DIARIAMENTE NO JORNAL DA NOITE

    O espaço Visão de Portugal, do Jornal da Noite da SIC, mostra o país através de imagens aéreas. A rubrica leva-nos esta sexta-feira a sobrevoar Pegões, no concelho de Tomar. 

  • Porto eleito pela terceira vez o melhor destino europeu 
    2:53

    País

    O Porto foi eleito o melhor destino europeu pela terceira vez e as distinções internacionais não param de chegar. Desta vez os elogios chegam através da norte-americana CNN. Os preços acessíveis, a gastronomia, a história e a arquitetura são os pontos da cidade que tem a rua com maior tráfego do país. 

  • Lisboa é o terceiro melhor destino de cruzeiros
    1:22

    País

    O Turismo em Lisboa tem registado um crescimento. A cultura, a arte e os preços baixos são os pontos fortes apontados pelos turistas. A capital é já considerada o terceiro melhor destino de cruzeiros. O novo terminal do porto de Lisboa e a ligação direta a Pequim deverão aumentar ainda mais o número de visitantes.

  • Ir ao Minho e a Sintra
    22:50
  • Líder da Palestina hospitalizado

    Mundo

    O Presidente palestiniano, Mahmud Abbas, de 82 anos, foi hospitalizado este sábado em Ramallah, na Cisjordânia, para se submeter a um "exame de rotina" durante algumas horas, anunciou um porta-voz.