sicnot

Perfil

Mundo

Constitucional anula resolução independentista na Catalunha

O Tribunal Constitucional espanhol anulou hoje, numa votação por unanimidade, a resolução do Parlamento regional da Catalunha que dava início ao processo de independência da região, aprovada a 09 de novembro último.

Manu Fernandez / AP

A decisão dos 11 juízes do TC espanhol - uma das mais rápidas da sua história - deixa sem efeito o documento aprovado pelos deputados regionais do Junts pel Sí (coligação do presidente catalão Artur Mas) e da CUP (esquerda radical), que previa o início de um processo político rumo à independência da Catalunha e apelava à desobediência face a futuras decisões do próprio tribunal constitucional neste processo, considerando-o "ilegítimo".

De acordo com o texto destes dois partidos, o Governo regional da Catalunha (Generalitat) apenas deveria cumprir decisões emanadas do próprio parlamento regional.

Dois dias depois de ter sido aprovada por maioria no parlamento catalão, o Governo central espanhol recorreu para o Tribunal Constitucional, que acaba por tomar uma decisão ainda antes do arranque oficial da campanha eleitoral para as eleições gerais de 20 de dezembro, nas quais a questão da Catalunha será um dos temas centrais.

Na prática, ao admitir o recurso do Governo a 11 de novembro, a resolução independentista já tinha ficado sem efeito. No entanto, essa medida era temporária, já que o TC teria cinco meses para tomar uma decisão definitiva. A proximidade das eleições terá sido um dos motivos para a decisão, que a imprensa espanhola já apelida de "relâmpago".

Quando admitiu o recurso do Governo, o Tribunal Constitucional espanhol alertou os responsáveis políticos catalães (alguns elementos do governo regional e presidente da Mesa da Assembleia Regional) para as consequências de uma eventual desobediência às suas decisões. Caso não cumpram, incorrem em responsabilidades penais.

Nas alegações perante o Tribunal Constitucional, a presidente da Mesa da Assembleia Regional da Catalunha, Carme Forcadell, desvalorizou o próprio texto da resolução independentista, afirmando que este "apenas" transmitia "uma vontade, uma aspiração ou desejo" de independência.

O texto incluía vários pontos, entre quais um que previa iniciar "no prazo máximo de 30 dias a tramitação de leis de processo constituinte, de segurança social e de finanças" próprias da Catalunha.

A resolução foi aprovada com 72 votos a favor (Junts pel Sí e CUP) e contra de todos os outros partidos (Ciudadanos, PP, os socialistas catalães do PSC e o Catalunya Si que Es Pot - que integra o Podemos).

Lusa

  • Pablo Bravo: o chileno suspeito de um assalto milionário em Gaia
    6:01

    País

    As autoridades receiam um aumento da violência nos assaltos de redes sul-americanas em Portugal, à semelhança do que tem acontecido noutros países europeus. Pablo Bravo é um chileno com um longo cadastro criminal que, em Portugal, é suspeito de um assalto milionário a um hipermercado, em Gaia e, dias depois, foi detido em flagrante, em Paris, a tentar roubar uma loja de relógios de luxo.

    Notícia SIC

  • Obras para as novas instalações da SIC já começaram
    1:54

    País

    As obras do novo estúdio da SIC e SIC Notícias vão começar. A ampliação do edifício do grupo Impresa vai unir os funcionários do grupo num único espaço, com uma área de 750 metros. O Presidente da Câmara de Oeiras entregou esta terça-feira a licença de obra.

  • Cada vez mais pessoas viajam no Carnaval e Páscoa
    3:08

    Economia

    A procura de viagens na altura do Carnaval e Páscoa tem vindo a aumentar e vários destinos já estão esgotados já que muitas pessoas optam por tirar dias de férias nesta altura do ano. Em contagem decrescente, as agências de viagens não têm tido mãos a medir com promoções e ofertas para destinos variados e adequados a várias bolsas.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus pais e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Carro "desgovernado" entra em loja e atropela cliente

    Mundo

    O cliente de um mini-mercado no condado de Bronx, em Nova Iorque, sobreviveu de forma incrível ao impacto de um automóvel que entrou loja adentro. Apesar da violência das imagens, o homem sobreviveu e conseguiu mesmo sair da loja pelo próprio pé até ser transportado para o hospital.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.

  • Pulseira deixa sentir os movimentos do bebé ainda na barriga da mãe

    Mundo

    A pulseira Fibo permite que os futuros pais (ou mães) consigam sentir os seus filhos a dar pontapés ainda na barriga da mãe. Desenvolvida por um designer de joias da Dinamarca, a pulseira vai transmitir os movimentos do bebé no útero, de modo a que os pais possam partilhar essa experiência da gravidez.