sicnot

Perfil

Mundo

Fraca formação dos pilotos em situações de emergência na origem do acidente da AirAsia

A investigação às causas do acidente do avião da AirAsia que se despenhou no Mar de Java no ano passado, matando 162 pessoas, aponta o dedo à formação deficitária dos pilotos para lidar com situações de emergência.

© Darren Whiteside / Reuters


O relatório final da agência nacional de segurança nos transportes da Indonésia, conhecido na terça-feira, indicou que uma falha no sistema que controlava o leme do Airbus A320-200 esteve na origem uma série de acontecimentos que geraram o acidente.

No entanto, foi a decisão do piloto de reiniciar o sistema, que desligou o piloto automático do avião, e a inexperiência de voo em situações inesperadas e críticas que fez com que a aeronave ficasse numa situação da qual não conseguiu recuperar.

Segundo a investigação, "a tripulação não estava treinada para a recuperação" do voo numa situação em que a atitude ou velocidade da aeronave fique fora dos padrões normais de operação, acrescentando que o avião entrou numa "condição de bloqueio prolongado que foi além da capacidade de recuperação da tripulação".

O relatório disponibiliza os mais recentes pormenores sobre a queda do avião a 28 de dezembro do ano passado, durante o que deveria ter sido um voo de rotina entre a cidade indonésia de Surabaia e Singapura.

Os corpos de 56 pessoas nunca foram recuperados, apesar de uma extensa operação internacional de busca.

Os investigadores tinham inicialmente atribuído o acidente às más condições atmosféricas, mas novas descobertas mostram que falhas no equipamento e formação desadequada deram também o seu contributo.

Uma falha mecânica no sistema de leme -- que já tinha causado problemas 23 vezes no ano anterior -- lançou repetidos alertas aos pilotos.

O copiloto assumiu o controlo enquanto o piloto tentava resolver a falha, mas não foi capaz de lidar com a situação e o avião despenhou-se.

Lusa

  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.