sicnot

Perfil

Mundo

Governo de Montenegro orgulhoso de convite da NATO

O Governo de Montenegro manifestou-se hoje orgulhoso pelo convite da NATO para iniciar negociações com vista a integrar a Aliança Atlântica, enquanto a Rússia prometeu tomar "medidas de resposta" que, contudo, não foram especificadas.

Jens Stoltenberg, secretário-geral da NATO, cumprimenta Igor Luksic, ministro dos Negócios Estrangeiros do Montenegro (à esquerda).

Jens Stoltenberg, secretário-geral da NATO, cumprimenta Igor Luksic, ministro dos Negócios Estrangeiros do Montenegro (à esquerda).

© Eric Vidal / Reuters

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da aliança decidiram hoje oficialmente convidar Montenegro a entrar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), o que marca o início do processo de negociações para que o país se torne o 29.º membro da organização.

Montenegro, ex-território que integrava a antiga Jugoslávia, é um dos vários países do leste europeu candidatos à entrada na NATO, tal como a Bósnia-Herzegovina, Macedónia e Geórgia.

Hoje, em Bruxelas, o ministro dos Negócios Estrangeiros montenegrino, Igor Luksic, comentou o "orgulho" do país pelo convite da NATO e prometeu continuar com as reformas e com a luta contra a corrupção em Montenegro.

"O convite a Montenegro é também uma excelente notícia para o resto dos Balcãs e para o reforço da segurança e da estabilidade na região", sublinhou Luksic, citado pela agência noticiosa montenegrina Mina.

O chefe da diplomacia de Montenegro adiantou que, para o país, 02 de dezembro fica assim como "dia histórico", salientando, porém, que o convite não é o final do processo mas sim o início de um novo, de forma a ser possível completar os pressupostos necessários até à integração como membro de pleno direito.

"Conseguimos convencê-los que Montenegro está totalmente dedicado às reformas. Continuaremos com a mesma intensidade a luta contra a corrupção e contra o crime organizado e vamos melhorar ainda mais o setor da Defesa", garantiu Luksic.

Em Moscovo, o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmou que a Rússia irá tomar "medidas de resposta" ao convite feito pela NATO a Montenegro.

"Moscovo sempre disse que a expansão da NATO e das suas estruturas militares para o Leste (da Europa) não pode ficar sem resposta do próprio Leste, sobretudo da Rússia, no que diz respeito à garantir a segurança e a paridade de interesses", frisou Peskov.

Montenegro é um país candidato que manifestou a sua intenção da aderir à NATO em 2006 - ano em que se separou da Sérvia -, tendo, três anos depois, sido convidado para entrar no plano de ação para a adesão, o que constitui o primeiro passo antes de dar início às negociações.

Lusa

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • "O ministro não escondeu nem tapou"
    1:20

    Economia

    Pedro Santana Lopes falou pela primeira vez sobre a auditoria feita à Santa Casa no período em que foi provedor. Esta terça-feira, na SIC Notícias, Santana Lopes desvalorizou as irregularidades e defendeu o ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Vieira da Silva.

    Pedro Santana Lopes

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois de terem desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17