sicnot

Perfil

Mundo

Parlamento britânico decide hoje bombardeamentos aéreos na Síria

O parlamento britânico debate e vota hoje a moção apresentada na terça-feira pelo Governo conservador do primeiro-ministro britânico, James Cameron, que pede autorização para bombardeamentos aéreos na Síria.

© POOL New / Reuters

O texto, mais extenso que o habitual, faz referência às principais dúvidas dos deputados, e afirma designadamente que a intervenção militar não vai incluir tropas terrestres e inclui-se "numa missão mais ampla para trazer a paz e a estabilidade" ao país do Médio Oriente.

O Governo conservador, que pretende assegurar um amplo poio parlamentar, faz referência a uma recente resolução da ONU como "base legal" para o ataque, ao solicitar aos Estados que adotem as "medidas necessárias" para prevenir atentados do grupo extremista Estado Islâmico (EI).

Cameron deseja associar-se aos bombardeamentos aéreos na Síria liderados pelos Estados Unidos, que já foram rejeitados pelo parlamento de Londres em 2013, mas ainda não parece seguro sobre a obtenção da necessária maioria parlamentar.

Para além do Partido Trabalhista (Labour), opõem-se ao ataque o Partido Nacionalista Escocês (SNP) e diversos deputados conservadores, por considerarem que o envolvimento militar britânico apenas agravará a situação na Síria.

No entanto, e pelo facto de os deputados trabalhistas terem liberdade de voto, numa câmara em que os conservadores garantem maioria absoluta, diversos observadores admitem a aprovação da moção.

No texto apresentado terça-feira, o Governo assegura que vai continuar a fornecer ajuda aos refugiados sírios e reconhece a importância de "planificar a estabilização e reconstrução pós-conflito", e interromper as fontes de financiamento do EI.

  • Milhares na rua em Londres contra ataques ao Daesh

    Mundo

    Milhares de pessoas manifestaram-se esta terça-feira em Londres contra a proposta do primeiro-ministro britânico de lançar ataques na Síria contra o grupo extremista Daesh, na véspera de uma votação no parlamento sobre o tema.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.