sicnot

Perfil

Mundo

Comparar o Presidente turco a Gollum pode dar prisão

Um médico pode ser condenado a até dois anos de prisão por ter "insultado" o Presidente turco ao partilhar fotos de Recep Tayyip Erdogan, nas redes sociais, ao lado do personagem Gollum, do Senhor Dos Anéis.

As redes sociais abriram novas possibilidades também no que à justiça diz respeito. Que é preciso cuidado com o que se publica, já se sabe, mas, na verdade, raramente se pensa nas consequências das partilhas.

Foi o que aconteceu ao médico Bilgin Ciftci, da cidade de Aydin, no oeste da Turquia. Ciftci publicou uma imagem de Gollum, do Senhor Dos Anéis, ao lado de Erdogran. O caso está a ser levado a tribunal e até o diretor da trilogia no cinema, Peter Jackson, pode ser chamado para interrogatório, segundo noticia a Sky News.

Jackson deu uma declaração ao site "The Wrap" onde garantiu que as imagens usadas são de Sméagol, o lado bom do personagem. O diretor e os argumentistas, Fran Walsh e Philippa Boyens, afirmaram: "se as imagens são, de facto, a base para esse processo, podemos declarar categoricamente: nenhuma delas contém o personagem conhecido como Gollum. Todas são retratos do personagem chamado Sméagol".

Para quem não conhece a trilogia de livros do professor britânico J. R. R. Tolkien, é preciso que se diga que Sméagol é um personagem que, no início da história, tinha bom carácter e que, depois de ter sido corrompido por um anel, passou a chamar-se Gollum devido ao hábito que ganhou de fazer "barulhos horríveis ao engolir".

A advogada Hicran Danisman disse à Associated Press que foi forçada a argumentar no tribunal que "Gollum não tem mau carácter", porque não conseguiu chegar "lado nenhum" com uma defesa baseada na liberdade de expressão.

Danisman conseguiu que o juiz decidisse que uma comissão, incluindo psicólogos e especialistas em cinema, fornecesse uma avaliação do carácter de Gollum. Mas Peter Jackson continua a garantir: "Sméagol é um personagem alegre, com uma personalidade doce. Não mente, engana ou tenta manipular os outros." E acrescenta: "Ele não é mau, conivente, ou malicioso - esses traços de personalidade pertencem a Gollum, que nunca deve ser confundido com Sméagol."

Sméagol / Gollum são interpretados por Andy Serkis no cinema, mas o ator britânico não se pronunciou sobre o caso.

O julgamento foi adiado até 23 de fevereiro.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.