sicnot

Perfil

Mundo

Museu dedicado a François Miterrand alvo de roubo

Um museu dedicado ao antigo Presidente francês François Mitterrand (1981-1995) foi alvo de roubo e o valor dos objetos levados está estimado em até meio milhão de euros.

Segundo a polícia, os assaltantes introduziram-se através de arrombamento no museu, situado em Château-Chinon, uma cidade no centro de França, da qual François Mitterrand foi presidente de Câmara desde 1959 até à sua eleição para a Presidência da República em 1981.

Segundo os primeiros elementos do inquérito, o produto do roubo está estimado "entre 300 mil e 500 mil euros". Os ladrões apoderaram-se de várias dezenas de objetos de grande valor, como pêndulos e sabres, em ouro, cristal ou ainda decorados com diamantes.

Depois de passarem pelo teto, os ladrões conseguiram anular o sistema de alarme, que não disparou.

O Museu do Septenato, criado em 1986, conserva as prendas oficiais e pessoais recebidas por François Miterrand da parte de chefes de Estado estrangeiros durante os seus dois mandatos presidenciais.

A coleção é constituída por peças de cerâmica e vidro, de prata e ourivesaria, móveis e tapeçarias.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.