sicnot

Perfil

Mundo

Pescador cabo-verdiano chega ao Brasil depois de 47 dias à deriva no Atlântico

Um pescador cabo-verdiano desembarcou quarta-feira no porto de Santos, Brasil, depois de ter estado 47 dias à deriva no Atlântico, noticiou hoje a imprensa brasileira.

Eraldo Peres

Juvenal Ferreira Mendes, de 52 anos, disse, numa entrevista ao portal de noticias G1, que saiu para pescar próximo da ilha da Boavista, Cabo Verde, no passado dia 2 de outubro, quando foi supreendido por uma tempestade que rasgou a vela da embarcação e o desviou da rota.

Depois de ter ficado sem combustível e longe da costa, o pescador relatou que nada mais pode fazer do que esperar que algum barco o resgatasse.

Ferreira Mendes, que terá sobrevivido graças à pesca e à água da chuvas, afirmou que durante os quase dois meses que esteve à deriva passaram por si 15 navios que nâo o viram.

Finalmente, a 18 de novembro passado, o navio brasileiro "Ouro do Brasil", de bandeira libanesa, resgatou-o.

O barco transportava sumo de laranja do porto de Manatee, na Flórida, Estados Unidos, até Santos, no Estado brasileiro de São Paulo, quando um dos seus marinheiros avistou a pequena embarcação do pescador cabo-verdiano.

Ferreira Mendes, que teve de se apresentar à Capitania do Porto ao desembarcar, manifestou o desejo de regressar o quanto antes a Cabo Verde para poder reunir-se com a família.

Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14