sicnot

Perfil

Mundo

Rússia instala segunda base aérea no território sírio

A Rússia, um aliado tradicional do regime do Presidente sírio Bashar al-Assad, vai instalar uma nova base aérea militar na Síria, a segunda naquele país, afirmou hoje uma fonte militar síria.

Reuters

Reuters

© Stringer . / Reuters

"Os trabalhos de planeamento na base síria de al-Chayirat [região centro] vão estar concluídos em breve. A base vai ser uma base militar russa", indicou a mesma fonte, que preferiu o anonimato, citada pelas agências internacionais.

Desde o início da sua campanha aérea na Síria, a 30 de setembro deste ano, a Rússia tem utilizado a base militar de Hmeimim, em Lattaquie, na região oeste do território sírio.

O aeroporto de al-Chayirat está situado a 40 quilómetros a sudeste de Homs, capital da província com o mesmo nome, cenário de combates entre as forças pró-regime de Assad e os 'jihadistas' do grupo extremista Estado Islâmico (EI).

"Os conselheiros russos chegaram há várias semanas à base de al-Chayirat", precisou a fonte militar, acrescentando que a base deve estar operacional antes do fim do mês de dezembro.

O diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rahmane, também confirmou a instalação de uma nova base russa.

"Os russos estão a construir novas pistas de aterragem e a garantir a segurança do perímetro [do aeroporto] para utilizar [a base] num futuro próximo para as suas operações a leste de Homs e em outras regiões, incluindo a leste de Qalamoun, perto da fronteira libanesa, onde o EI está presente", afirmou o representante.

A Rússia também tem utilizado o aeroporto de al-Tiyas, a leste de Homs, como base dos seus helicópteros que estão envolvidos nos raides intensivos contra as posições 'jihadistas' em redor da cidade antiga de Palmira, de acordo com a organização.

As forças leais ao regime de Damasco continuam a conquistar posições a leste e a sudeste de Homs, incluindo nas imediações de Palmira e da localidade de Al-Qaryataine, controladas pelo grupo radical sunita.

Segundo Rami Abdel Rahmane, "as forças do regime estão a agora a três quilómetros de Palmira e avançam para as frentes sul e oeste, com o apoio aéreo russo".

"Intensos combates prosseguem em redor da cidade", acrescentou o representante da OSDH.

As forças leais ao regime sírio também estão perto de Al-Qaryataine, após rápidas movimentações ocorridas nas últimas 72 horas, informou ainda a fonte militar síria, relatando a existência de combates "violentos" e a realização de mais de 40 ataques aéreos russos e sírios naquela zona.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.