sicnot

Perfil

Mundo

Empresa japonesa lança smartphone lavável

A empresa japonesa Kyocera Korp vai lançar na próxima semana no mercado o primeiro telefone inteligente (smartphone) que pode ser lavado com água e sabonete, anunciou hoje o fabricante.

Kyocera Korp

O aparelho, batizado "Digno Rafre", será posto à venda a 11 deste mês a um custo de 57.000 ienes (cerca de 440 euros) e integra uma capa impermeável dentro e fora do smartphone, permitindo que se possa lavar à mão.

Num vídeo promocional, o fabricante mostra que a impermeabilidade do "Digno Rafre" permitirá ao detentor do aparelho lavá-lo na torneira e garante que o "smartphone" não se estragará se cair acidentalmente dentro de um copo ou de uma banheira com água.

Mais a mais, o ecrã tátil poderá ser utilizado mesmo que esteja molhado, precisou a empresa japonesa num comunicado, em que recomenda o uso do telemóvel inteligente para famílias com crianças pequenas ou para os que queiram consultar receitas enquanto cozinham, entre outros exemplos.

O "smartphone" "molhável" integra uma bateria que permite utilizá-lo durante 1.300 minutos (mais de 21 horas) sem interrupção e uma câmara de alta qualidade, refere-se no documento.

Com o lançamento do "Digno Rafre", o fabricante japonês pretende "ajudar" os usuários dos telefones inteligentes a manter limpos os seus aparelhos, que poderão conter até 600 bactérias, segundo um estudo recente da Universidade de Barcelona.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.