sicnot

Perfil

Mundo

Polícia Marítima resgata família de 20 refugiados sírios no mar Egeu

A Polícia Marítima (PM) resgatou durante a madrugada de hoje, no mar Egeu, uma família de 20 refugiados sírios que tinha sido abandonada pelos traficantes a meio caminho entre a Turquia e a ilha grega de Lesbos.

© Yannis Behrakis / Reuters


A informação é divulgada na página da internet da PM, onde é explicado que esta família foi encontrada no interior de uma embarcação com problemas no motor.

De acordo com a Polícia Marítima, a família era constituída por cinco bebés, sete mulheres e oito homens, sendo que quatro pessoas tinham deficiências mentais graves.

"Apesar da ansiedade, conseguiram todos manter-se calmos e cooperantes, facilitando a ação de resgate", diz a PM, acrescentando que, já na embarcação da marinha portuguesa, foram-lhes distribuídas mantas térmicas, água e bolachas.

Segundo a PM, a maioria dos elementos da família sabia falar inglês e revelou "possuir cursos superiores".

A embarcação onde a família seguia foi rebocada e, posteriormente, todos os elementos foram desembarcados no Porto de Molivos, na Grécia.

Até ao momento, a equipa da Polícia Marítima, que integra a missão Poseidon Sea, no Mar Egeu, desde o dia 01 de outubro, resgatou mais de 1.300 migrantes e refugiados, entre 286 crianças e 293 mulheres.

Lusa

  • Resgate de mais de 300 migrantes no Mediterrâneo
    2:08
  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01