sicnot

Perfil

Mundo

Passageiro de voo da Lufthansa detido por interferir com porta de cabine

Um passageiro de um voo da Lufthansa, que fazia a ligação entre Frankfurt e Belgrado, foi dominado pelos membros da tripulação e por passageiros depois de ter interferido com os controlos de uma porta de cabine, disse a empresa alemã.

(arquivo)

(arquivo)

© Ralph Orlowski / Reuters

"Um passageiro levantou-se e tentou fazer alguma coisa à porta, mas foi impedido pelos membros da tripulação e alguns passageiros", adiantou o porta-voz da Lufthansa, Andreas Bartels, sublinhando que não se tratou da porta do cockpit.

A mesma fonte acrescentou que o passageiro foi dominado e obrigado a permanecer no seu lugar durante o resto do voo e foi depois entregue às autoridades em Belgrado, Sérvia.

"Era uma porta normal, que, como é óbvio, não pode ser aberta durante o voo, mas não era a porta do cockpit", adiantou Andreas Bartels, segundo o qual a segurança do voo nunca esteve em causa e o avião aterrou em segurança em Belgrado.

O porta-voz recusou dar qualquer informação sobre a identidade do passageiro em causa, a sua nacionalidade ou o que ele possa ter dito durante o incidente.

Entretanto, a televisão estatal sérvia revelou que a polícia tinha detido um homem jordano depois de ele ter tentado forçar a entrada no cockpit durante um voo da Lufthansa.

O canal sérvio RTS disse que o homem ter-se-ia levantado de repente durante o voo, batido na porta do cockpit e exigido entrar, ameaçando abrir uma das portas do avião enquanto este sobrevoava a Áustria.

O homem, que a imprensa sérvia diz chamar-se Laken e ter um passaporte norte-americano, gritou que queria juntar-se a Alá juntamente com todos os outros passageiros, acrescentou a RTS.

O homem acabou dominado não só por membros da tripulação, mas também por elementos de uma equipa de andebol sérvia que o controlaram até à aterragem em Belgrado, onde acabou detido.

Lusa