sicnot

Perfil

Mundo

Passageiro de voo da Lufthansa detido por interferir com porta de cabine

Um passageiro de um voo da Lufthansa, que fazia a ligação entre Frankfurt e Belgrado, foi dominado pelos membros da tripulação e por passageiros depois de ter interferido com os controlos de uma porta de cabine, disse a empresa alemã.

(arquivo)

(arquivo)

© Ralph Orlowski / Reuters

"Um passageiro levantou-se e tentou fazer alguma coisa à porta, mas foi impedido pelos membros da tripulação e alguns passageiros", adiantou o porta-voz da Lufthansa, Andreas Bartels, sublinhando que não se tratou da porta do cockpit.

A mesma fonte acrescentou que o passageiro foi dominado e obrigado a permanecer no seu lugar durante o resto do voo e foi depois entregue às autoridades em Belgrado, Sérvia.

"Era uma porta normal, que, como é óbvio, não pode ser aberta durante o voo, mas não era a porta do cockpit", adiantou Andreas Bartels, segundo o qual a segurança do voo nunca esteve em causa e o avião aterrou em segurança em Belgrado.

O porta-voz recusou dar qualquer informação sobre a identidade do passageiro em causa, a sua nacionalidade ou o que ele possa ter dito durante o incidente.

Entretanto, a televisão estatal sérvia revelou que a polícia tinha detido um homem jordano depois de ele ter tentado forçar a entrada no cockpit durante um voo da Lufthansa.

O canal sérvio RTS disse que o homem ter-se-ia levantado de repente durante o voo, batido na porta do cockpit e exigido entrar, ameaçando abrir uma das portas do avião enquanto este sobrevoava a Áustria.

O homem, que a imprensa sérvia diz chamar-se Laken e ter um passaporte norte-americano, gritou que queria juntar-se a Alá juntamente com todos os outros passageiros, acrescentou a RTS.

O homem acabou dominado não só por membros da tripulação, mas também por elementos de uma equipa de andebol sérvia que o controlaram até à aterragem em Belgrado, onde acabou detido.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.