sicnot

Perfil

Mundo

Polícia londrina pede mais informações a testemunhos de ataque no metro

A polícia londrina renovou hoje o pedido de informação aos testemunhos do ataque de sábado no metro da cidade para esclarecer as circunstâncias do esfaqueamento de duas pessoas, que está a ser investigado como sendo um "ato terrorista".

© Neil Hall / Reuters

O comandante da unidade antiterrorista da Polícia Metropolitana de Londres (MET), Richard Walton, pediu aos testemunhos que conseguiram filmar o ataque, e cujos vídeos estão a circular na internet, para que se "ponham em contacto" com as autoridades.

Walton agradeceu aos cidadãos que facultaram as suas gravações do incidente ocorrido no sábado na estação de metro de Leytonstone, onde um homem de 29 anos protagonizou, segundo o comandante, "um ataque violento com uma faca não provocado".

O suspeito, que feriu gravemente um homem de 56 anos e causou ferimentos leves a outro homem, gritou "isto é pela Síria" depois do ataque e continua detido numa esquadra da capital do Reino Unido.

Inicialmente, foi noticiado que havia um terceiro ferido mas essa mulher foi apenas alvo de ameaças, não tendo sofrido danos físicos.

Lusa

  • Debate quinzenal com o primeiro-ministro

    País

    A situação económica e financeira foi o tema escolhido pelo Governo, mas a polémica da descida da Taxa Social Única dominará certamente a discussão na Assembleia da República. Veja aqui em direto e participe no Minuto a Minuto Parlamento Global/SIC.

    Direto

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.