sicnot

Perfil

Mundo

Venezuela vai hoje a votos com oposição na frente das sondagens

Quase 20 milhões de eleitores escolhem hoje uma nova Assembleia Nacional. O novo parlamento terá 167 deputados, com um mandato para os próximos 5 anos.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute


Nas ruas a segurança foi reforçada, com a presença de 163 mil militares. A votação estará ainda sob o olhar atento de observadores internacionais. As sondagens apontam para a preferência dos eleitores pelos partidos da oposição.


As urnas abrem na Venezuela quando forem 10:30 em Lisboa e fecham doze horas depois.Ontem, Nicolas Maduro pediu aos venezuelanos que deem um exemplo de paz e democracia nestas eleições.


"Que o nosso povo se levante tranquilo, sorridente, orgulhoso de ser a pátria de Simón Bolívar (...) e demos um exemplo à humanidade de paz e de civismo, de participação, de democracia verdadeira", afirmou o Presidente venezuelano, durante uma reunião com observadores internacionais e convidados especiais do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) e do Grande Polo Patriótico, a aliança de partidos afetos à revolução bolivariana.

Nicolás Maduro realçou que a chamada revolução bolivariana e o seu Governo vão reconhecer o resultado que for proclamado pela autoridade eleitoral: "Digo-o aqui (...). A revolução respeitará os resultados eleitorais que emanem da vontade popular, sejam quais forem, de forma estrita e impecável".

Com a participação de quase duas dezenas de formações políticas, as atenções estão divididas entre o Grande Polo Patriótico e a coligação da oposição Mesa de Unidade Democrática, além de um importante número de candidatos independentes.

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.