sicnot

Perfil

Mundo

Venezuela vai hoje a votos com oposição na frente das sondagens

Quase 20 milhões de eleitores escolhem hoje uma nova Assembleia Nacional. O novo parlamento terá 167 deputados, com um mandato para os próximos 5 anos.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute


Nas ruas a segurança foi reforçada, com a presença de 163 mil militares. A votação estará ainda sob o olhar atento de observadores internacionais. As sondagens apontam para a preferência dos eleitores pelos partidos da oposição.


As urnas abrem na Venezuela quando forem 10:30 em Lisboa e fecham doze horas depois.Ontem, Nicolas Maduro pediu aos venezuelanos que deem um exemplo de paz e democracia nestas eleições.


"Que o nosso povo se levante tranquilo, sorridente, orgulhoso de ser a pátria de Simón Bolívar (...) e demos um exemplo à humanidade de paz e de civismo, de participação, de democracia verdadeira", afirmou o Presidente venezuelano, durante uma reunião com observadores internacionais e convidados especiais do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) e do Grande Polo Patriótico, a aliança de partidos afetos à revolução bolivariana.

Nicolás Maduro realçou que a chamada revolução bolivariana e o seu Governo vão reconhecer o resultado que for proclamado pela autoridade eleitoral: "Digo-o aqui (...). A revolução respeitará os resultados eleitorais que emanem da vontade popular, sejam quais forem, de forma estrita e impecável".

Com a participação de quase duas dezenas de formações políticas, as atenções estão divididas entre o Grande Polo Patriótico e a coligação da oposição Mesa de Unidade Democrática, além de um importante número de candidatos independentes.

  • Ronaldo terá colocado milhões de euros nas Ilhas Virgens britânicas
    4:15

    Desporto

    José Mourinho e Cristiano Ronaldo são apenas dois dos nomes da maior fuga de informação na história do desporto. A plataforma informática Football Leaks forneceu milhões de documentos à revista alemã Der Spiegel, entre os quais documentos que indicam que o capitão da seleção nacional terá colocado milhões de euros da publicidade nas Ilhas Virgens britânicas. Os dados foram analisados por um consórcio de 60 jornalistas, do qual o Expresso faz parte, numa investigação que pode ler este sábado no semanário.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.