sicnot

Perfil

Mundo

Coligação internacional nega ter bombardeado acompamento militar sírio

A coligação internacional liderada pelos Estados Unidos negou hoje ter bombardeado um acampamento do exército sírio na localidade de Deir Ezzor, como acusou o governo de Damasco e o Observatório dos Direito Humanos Sírio.

© Yiannis Kourtoglou / Reuters

"Estamos a par dessas informações que apareceram na imprensa, mas nós não lançámos qualquer ataque nessa parte de Deir Ezzor, mas sim a 55 quilómetros desse local", indicou à agência francesa AFP o porta-voz da coligação, o coronel Steve Warren.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Síria condenou hoje um ataque da coligação internacional que atingiu um acampamento do exército do país e matou quatro soldados.

"A República Árabe da Síria condena energicamente esta flagrante agressão das forças da coligação liderada pelos Estados Unidos, que violam de forma evidente os objetivos da carta das Nações Unidas", refere uma declaração do chefe da diplomacia síria citado pelos media estatais.

Quatro soldados da Síria morreram num bombardeamento sem precedentes da coligação internacional dirigida pelos EUA que atingiu um acampamento do exército do país, informou hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"Quatro soldados foram mortos e 13 feridos ontem [domingo] por um raide aéreo da coligação internacional contra um acampamento (...) do exército sírio a oeste da província de Deir Ezzor, a dois quilómetros de uma localidade sob controlo do grupo extremista Estado Islâmico", indicou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahmane.

Segundo o mesmo responsável, foi a primeira vez que um ataque da coligação, que tem bombardeado o Iraque e a Síria há mais de um ano, matou forças do regime sírio.

Lusa

  • Lei existe há quatro anos mas não tem regulamentação
    2:03
  • Denúncia de maus tratos a cães no canil municipal de Elvas
    2:24

    País

    O Grupo de Intervenção e Resgate Animal denunciou nas redes sociais alegados maus tratos a animais no canil municipal de Elvas. As imagens mostram uma cadela com uma corda ao pescoço. A autarquia abriu um inquérito para averiguar o caso, suspendendo também o trabalho dos voluntários no canil.

  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Ovibeja aposta este ano na internacionalização da agricultura
    2:07

    País

    A Ovibeja começou esta quinta-feira e este ano aposta na internacionalização dos produtos agrícolas do Alentejo. Centenas de expositores esgotam o certame, que é uma monstra da agricultura portuguesa. António Costa, na sexta-feira, e Marcelo Rebelo de Sousa, no sábado, são alguns dos políticos com a presença marcada em Beja.

  • Estados Unidos vão reforçar as sanções à Coreia do Norte
    1:31

    Mundo

    Washington pretende também investir nos esforços diplomáticos para que Pyongyang ponha fim aos programas nucleares e de mísseis. A nova estratégia de Donald Trump foi anunciada quarta-feira à noite. A força aérea norte-americana testou esta quarta-feira um míssil de longo-alcance que percorreu 6800 quilómetros sobre o Pacífico a partir de uma base na Califórnia.

  • Le Pen vai à pesca
    0:35

    Eleições França 2017

    Marine Le Pen, candida à presidência de França fez esta quinta-feira uma "pausa" na campanha eleitoral e aproveitou para ir à pesca. A candidata navegou num barco de pesca no Mediterrâneo.