sicnot

Perfil

Mundo

Iraque avisa a Turquia para retirar forças enviadas sem permissão

O Governo iraquiano avisou hoje a Turquia de que se está a esgotar o prazo para retirar as forças que enviou para o norte do Iraque sem permissão, mas Ancara respondeu que é improvável que as retire.

(arquivo)

(arquivo)

© Thaier Al-Sudani / Reuters

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, disse que "já só faltam 24 horas" das 48 que Bagdad deu ao Governo turco para retirar tanques e soldados enviados para uma base perto de Mossul.

Abadi visitou a sede da Força Aérea do país e declarou: "Temos de estar preparados e prontos para defender o Iraque e a sua soberania", indicou o seu gabinete.

"A Força Aérea tem a capacidade de proteger o Iraque e as suas fronteiras de qualquer ameaça que enfrente", acrescentou o chefe do executivo iraquiano.

Mas apesar das duras declarações de Abadi, que está a lutar para manter a soberania do Iraque enquanto recebe ajuda estrangeira para combater o grupo extremista Estado Islâmico, a Força Aérea de Bagdad está em clara desvantagem em relação à Turquia em matéria de armamento, e a sua grande arma é apenas a diplomacia.

Um alto responsável turco disse hoje que é improvável que Ancara retire as suas forças, que são entre 150 e 300 soldados apoiados por 20 tanques, que foram enviados para uma base na zona de Bashiqa, perto de Mossul, bastião do grupo 'jihadista'.

"Esperamos que fiquem", disse o responsável turco, embora acrescentando que "isso dependerá de negociações".

O ministro dos Negócios Estrangeiros iraquiano, Ibrahim al-Jaafari, esclareceu hoje que o pedido de retirada se aplica apenas ao mais recente destacamento de tropas e equipamento militar turco, e não aos formadores turcos que estão a treinar forças no norte do país há algum tempo.

"O pedido iraquiano [de retirada] diz apenas respeito à violação registada com a presença de forças armadas turcas sem coordenação com o Iraque", disse Jaafari numa conferência de imprensa conjunta com o homólogo alemão, Frank-Walter Steinmeier.

"Os conselheiros são outro assunto; há conselheiros de vários países, e nós aceitámos a presença de conselheiros, mas não a entrada de forças terrestres em território iraquiano", frisou Jaafari.

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, tentou minimizar o recente envio de tropas, classificando-o como "atividade de rotação rotineira" associada à missão de treino e como "um reforço contra riscos de segurança".

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Chamar o médico a casa é um procedimento habitual para muitas famílias, mas chamar um enfermeiro a casa é menos comum. Uma portuguesa criou um sistema inovador no mundo em que pode chamar um enfermeiro a casa através da internet ou de uma aplicação para telemóvel com os mesmos preços em todo o país e sem mensalidades. Só paga o serviço que utilizar. O Contas Poupança foi conhecer os preços e comparar para ver se compensa.

  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29