sicnot

Perfil

Mundo

Nobel da Paz entregue hoje em Oslo

A cerimónia de entrega do prémio Nobel da Paz ao Quarteto para o diálogo nacional na Tunísia decorre hoje em Oslo, tal como foi estabelecido por Alfredo Nobel, e antes da entrega dos restantes galardões, prevista para Estocolmo.

© Norsk Telegrambyra AS / Reute

O Quarteto tunisino -- contemplado com 8 milhões de coroas suecas (855.000 euros), o montante atribuído a cada categoria dos prémios Nobel -- e escolhido em 2015 pela sua "decisiva contribuição à criação de uma democracia plural na sequência da Revolução do Jasmim", já está presente na capital norueguesa, com os seus representantes a sublinharem que o diálogo permanece "a chave" de todos os problemas políticos, incluindo na Síria e na Líbia.

"As armas nunca poderão ser uma solução, nem na Síria nem na Líbia. É necessário o diálogo e não sangue nem combatentes", declarou na quarta-feira em conferência de imprensa Abdessatar Ben Moussa, presidente da Liga tunisina os direitos humanos (LTDH), uma das quatro organizações tunisinas laureadas.

Para além da LTDH e da central sindical União geral tunisina do trabalho (UGTT), o quarteto é composto pela organização patronal Utica e pela Ordem dos advogados.

Pouco depois, numa cerimónia que decorre em Estocolmo, o rei Gustavo da Suécia entrega os restantes prémios Nobel, com destaque ao atribuído à jornalista e escritora bielorrussa Svetlana Alexievich, com o galardão da Literatura.

Lusa

  • Dono de submarino é o único suspeito da morte de jornalista sueca
    1:51

    Mundo

    A polícia dinamarquesa confirmou que o corpo decapitado encontrado junto ao mar, perto de Copenhaga, é o da jornalista sueca desaparecida há mais de 10 dias. Kim Wall estava a fazer uma reportagem sobre um submarino artesanal com o criador, que é agora o principal suspeito do crime. Parte do corpo foi encontrada na segunda-feira e identificada através de exames de ADN.