sicnot

Perfil

Mundo

Coreias reunidas em raro encontro de alto nível

Representantes da Coreia do Sul e da Coreia do Norte sentaram-se hoje à mesa para um raro encontro de alto nível, que tem lugar na cidade fronteiriça de Kaesong.

© KCNA KCNA / Reuters

O encontro, que começou às 10:40 (01:40 em Lisboa), visa abordar diversos assuntos pendentes entre Seul e Pyongyang, de acordo com o Ministério da Unificação da Coreia do Sul.

A delegação sul-coreana, composta por três membros, é liderada pelo vice-ministro da Unificação, Hwang Boo-gi, enquanto a norte-coreana é encabeçada por Jon Jong-su, vice-diretor do Comité para a Reunificação Pacífica.

"Há muitos assuntos entre o Sul e o Norte a serem discutidos e abordados. Farei os maiores esforços para os resolver, um a um, de forma calma e ordeira", afirmou Hwang Boo-gi antes de rumar ao complexo industrial conjunto de Kaesong, do lado norte-coreano.

Trata-se do primeiro diálogo intergovernamental entre as duas Coreias desde que a Presidente sul-coreana, Park Geun-hye, tomou posse no início de 2013, para discutir um amplo leque de assuntos.

Em fevereiro e agosto deste ano foram realizados encontros entre as duas Coreias, mas ambos de nível intermédio, marcados para debater questões urgentes e aliviar a tensão na península.

Embora nenhuma das partes tenha revelado detalhes sobre a agenda, espera-se que Seul proponha uma nova ronda de reuniões entre as famílias separadas pela Guerra da Coreia (1950-53) como a que se realizou em outubro, que permitiu a quase 200 famílias voltarem a ver-se após seis décadas sem contacto.

Já os representantes da Coreia do Norte devem procurar formas de recuperar o projeto turístico do monte Kumgang, que permitia a sul-coreanos viajar para um resort até à suspensão desse programa em 2008 após um soldado norte-coreano ter matado a tiro um visitante do Sul.

Lusa

  • Díli decide legislativas em Timor-Leste
    1:48
  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • Norte também quer naturismo e praias de nudistas

    País

    O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal defendeu hoje a criação de praias naturistas legalizadas na região, fazendo a apologia da formação de associações e negando que este seja um destino conservador.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15