sicnot

Perfil

Mundo

Trudeau recebe sírios em Toronto e garante que acolhimento é para continuar

Trudeau recebe sírios em Toronto e garante que acolhimento é para continuar

O primeiro-ministro canadiano diz que este é um dia histórico para o país e para o mundo, mas sobretudo para o grupo de 163 sírios que chegaram ao país esta madrugada, não como refugiados mas como cidadãos de pleno direito. No Aeroporto de Toronto, Justin Trudeau voltou a garantir que o esforço de acolhimento do Canadá é para continuar nos próximos meses e anos.

O Governo do Canadá quer acolher 25 mil refugiados no próximo ano, 10 mil até ao final de fevereiro de 2016. Um plano que está a provocar polémica nos Estados Unidos, onde ainda recentemente o principal candidato dos republicanos à corrida à Casa Branca defendeu proibir a entrada de muçulmanos no país.

Amanhã chega ao Canadá um novo avião militar com refugiados, mas desta vez para a cidade de Montreal.

  • Dijsselbloem mostra algum arrependimento mas recusa demitir-se
    2:40

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas escusa-se a comentar essa possibilidade. Para já, o holandês não se demite do cargo. Esta quinta-feira ouviu as críticas dos eurodeputados no Parlamento Europeu.

  • Há cada vez menos portugueses

    País

    A população em Portugal diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, já que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, revelam dados hoje divulgados pelo INE.

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.