sicnot

Perfil

Mundo

Governo espanhol considera assalto dos talibãs em Cabul um "ataque contra a Espanha"

O assalto dos talibãs ao quarteirão diplomático em Cabul, no Afeganistão, é "um ataque contra Espanha", declarou este sábado o Governo espanhol, precisando que morreram dois polícias espanhóis e outros dois agentes afegãos que trabalhavam para a embaixada espanhola.

O primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy. (Arquivo)

O primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy. (Arquivo)

© Stephane Mahe / Reuters

"Estamos perante um ataque terrorista no qual morreram dois cidadãos espanhóis e que prejudicaram grandemente os nossos interesses. Trata-se, portanto, de um ataque contra a Espanha e contra a sua colaboração para reforçar a democracia no Afeganistão ", disse o Governo espanhol num comunicado.

"No ataque morreram igualmente dois elementos afegãos que trabalhavam para a embaixada espanhola", esclarece.

Os talibãs reivindicaram o ataque, declarando que visava alojamento hoteleiro onde se hospedavam estrangeiros, sem que tenham mencionado a embaixada de Espanha.

"Está aberto um inquérito e nenhuma hipótese está excluída", refere outro comunicado divulgado pelo Ministério do Interior espanhol.

Um subinspetor da polícia espanhola morreu, esta madrugada, na sequência do ataque em Cabul, elevando para dois o número de mortos espanhóis de um total de dez, que inclui quatro agentes afegãos.

A morte de um outro polícia espanhol no atentado, iniciado na sexta-feira e dado hoje como terminado, realizado perto da embaixada de Espanha, tinha já sido anteriormente confirmada.

Pelo menos 10 pessoas, incluindo os dois polícias espanhóis e quatro agentes afegãos, morreram e outras nove ficaram feridas no ataque, cuja autoria foi reivindicada pelos talibãs, o qual foi dado hoje como terminado ao fim de quase 12 horas de confrontos.

O porta-voz do Ministério do Interior afegão, Sediq Sediqqi, disse à agência Efe em Cabul que os três atacantes que penetraram no edifício -- um alojamento hoteleiro -- foram abatidos, enquanto um quarto, um rebelde suicida, sucumbiu na explosão de um carro armadilhado que marcou o início do ataque.

O mesmo responsável indicou que os insurgentes ofereceram resistência durante toda a noite.

A operação, lançada na tarde de sexta-feira, numa zona de alta segurança que acolhe diversas missões diplomáticas estrangeiras e edifícios governamentais, terminou cerca das 06:00 (02:30 em Lisboa) quando as forças especiais declararam a zona como "limpa".

Lusa

  • "Há uma grande diferença em relação à anterior liderança do PSD"
    14:29

    País

    O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, esteve esta quarta-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. As novas relações com o PSD e a reprogramação do Portugal 2020 foram alguns dos temas de conversa. Pedro Marques defende que existe "uma grande diferença" entre as lideranças de Passos Coelho e Rui Rio no PSD.

    Entrevista SIC Notícias

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Casal mantinha filhos trancados sem comida

    Mundo

    Se pensava que só existia uma casa dos horrores, a da família Turpin, desengane-se. A polícia de Tucson, no estado norte-americano do Arizona, deteve na terça-feira um casal que mantinha os quatro filhos adotivos trancados em quartos separados.

    SIC

  • Pigcasso, a porca pintora que tem uma galeria de arte

    Mundo

    O nome sugere o talento da artista que vive na Cidade do Cabo, na África do Sul. Pigcasso estava prestes a morrer, quando foi resgatada por uma ativista que a ajudou a enveredar pelo caminho da pintura. Desde pequena começou a pegar em pincéis e agora é o primeiro animal do mundo com uma galeria de arte, onde já lançou a sua primeira exposição intitulada 'Oink!'.