sicnot

Perfil

Mundo

Polícia espanhol morre em ataque talibã junto à embaixada espanhola em Cabul

Um polícia espanhol morreu hoje num ataque talibã junto à embaixada espanhola em Cabul, no Afeganistão. O agente tinha 48 anos e quatro filhos. No atentado, realizado com um carro armadilhado, morreu ainda um funcionário do Governo afegão e nove civis, da mesma nacionalidade, ficaram feridos.

Rahmat Gul

O alvo terá sido uma pensão onde costumam ficar cidadãos norte-americanos. A explosão ocorreu por volta das 18:00, hora local, 13:00 em Lisboa. Depois deu-se um tiroteio contra as forças de segurança. Dois atacantes foram abatidos e um terceiro ficou ferido. Os talibã reivindicaram a autoria do ataque.

De início, o ministério dos Negócios Estrangeiros espanhol indicou que o alvo do ataque era a embaixada espanhola, mas depois o Chefe de Governo, Mariano Rajoy, veio desmentir essa informação.

  • Governo garante reforço das verbas para defesa da floresta até ao fim do ano
    2:37

    País

    O Governo rejeitou centenas de candidaturas com projetos para a prevenção de incêndios florestais, por falta de verbas. Perante a situação, o Bloco de Esquerda questionou o Ministério da Agricultura sobre as reprovações. Contudo, contactado pela SIC, o ministro Capoulas Santos garantiu que o programa de desenvolvimento rural está a ser reajustado e, até ao final do ano, está previsto o reforço de verbas.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Participante no incidente em Charlottesville teme pela vida
    1:43

    Mundo

    Um dos participantes nos incidentes em Charlottesville e membro de um grupo de extrema-direita supremacista teme vir a ser detido ou até morto, pelas declarações que fez durante uma reportagem da Vice News, que se tornou viral nas redes sociais.