sicnot

Perfil

Mundo

Deputados jordanos assinam petição para proibir entrada de Donald Trump no país

Vinte e cinco deputados jordanos assinaram este domingo uma petição para proibir a entrada na Jordânia do milionário norte-americano Donald Trump, em resposta à sua proposta de impedir temporariamente a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos.

© Mary Schwalm / Reuters

Os membros da câmara baixa do parlamento jordano qualificaram a proposta de Trump, candidato à investidura do Partido Republicano para as presidenciais norte-americanas de novembro de 2016, de racista.

"Condenamos as declarações racistas de Trump contra os muçulmanos e pedimos ao governo que proiba este racista de entrar em território jordano no futuro", de acordo com a nota dos deputados.

Trump apresentou no dia 7 deste mês uma proposta polémica para proibir temporariamente a entrada nos EUA de todos os muçulmanos, devido a uma alegada ameaça do terrorismo 'jihadista'.

Para os deputados jordanos, "as declarações de Trump alimentam o extremismo e o terrorismo e prejudicam as relações de amizade entre a Jordânia e os Estados Unidos, bem como os laços entre Washington e o mundo árabe e islâmico".

No passado dia 09, Donald Trump negou qualquer intenção de visitar a Jordânia este mês, como tinha sido divulgado por vários 'media' norte-americanos.

De acordo com o milionário, que lidera as sondagens para a investidura pelos republicanos, a sua proposta, que deu origem a uma enorme controvérsia, "não tem nada a ver com religião", mas com segurança.

Lusa

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.