sicnot

Perfil

Mundo

Segunda volta das regionais francesas com Frente Nacional confiante

A segunda volta das eleições regionais em França realiza-se hoje com a líder da Frente Nacional crente no triunfo, após o partido ter ganho em seis das 13 regiões francesas no passado domingo.

Lionel Cironneau/AP

Na primeira volta, a 06 de dezembro, o partido de extrema-direita Frente Nacional venceu em seis das 13 regiões francesas, ultrapassando conservadores e socialistas com 40,6% dos votos na região de Nord-Pas de Calais-Picardie.

Em reação, na segunda-feira à noite, o primeiro-ministro francês, o socialista Manuel Valls, apelou a uma votação na direita em três regiões, para tentar impedir a vitória da extrema-direita na segunda volta das eleições.

Grande perdedor da primeira volta das eleições, o Partido Socialista decidiu retirar os seus candidatos "nas regiões em que há um risco Frente Nacional e onde a esquerda não supera a direita", para "fazer barragem republicana" à extrema-direita.

Os candidatos do Partido Socialista retiraram-se no sudeste e norte, mantendo-se na corrida no leste de França.

Manuel Valls apelou à votação na direita nas regiões de Provence-Alpes-Côte d'Azur, no sudeste, onde Marion Maréchal-Le Pen teve mais 40% dos votos, de Nord-Pas-de-Calais-Picardie, no norte, onde a presidente da FN Marine Le Pen também recebeu mais de 40% dos sufrágios, e de Alsace-Champagne-Ardennes-Lorraine, onde o estratega da FN, Florian Philippot, também recebeu uma importante votação.

Enquanto isso, a Frente Nacional, liderada por Marine Le Pen, mantém a confiança na vitória, tendo já reservado um restaurante português para celebrar o triunfo de domingo.

A líder da Frente Nacional, segundo a qual o resultado da segunda volta está na mão dos abstencionistas, revelou entretanto que, "aconteça o que acontecer" nas eleições regionais, a sua candidatura às eleições presidenciais francesas vai avançar.

Lusa

  • Partido de Marine Le Pen quer festejar vitória eleitoral em restaurante português
    2:46

    Mundo

    Na primeira volta das eleições regionais francesas, a Frente Nacional, de Marine Le Pen, venceu em seis das 13 regiões. Entre os apoiantes do Partido Nacionalista de Extrema Direita estão emigrantes portugueses. Os enviados da SIC às eleições francesas, Sofia Arêde e Mário Cabrita, foram conhecer o restaurante português onde a Frente Nacional vai festejar em caso de vitória.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Lince ibérico esteve à venda no OLX

    País

    Um anúncio de venda de um lince ibérico, por 1.500 euros, foi publicado esta semana no site de classificados OLX, com uma morada de Alcoutim, no Algarve. A autenticidade da publicação não foi confirmada, mas em setembro foi encontrada a coleira de um lince ibérico precisamente em Alcoutim. As autoridades estão a investigar.

    SIC

  • Estabilização dos solos nas áreas ardidas
    1:58

    País

    Está a começar uma intervenção de emergência para estabilizar os solos nas áreas ardidas nos incêndios florestais. O trabalho das equipas que estão no terreno arrancou na zona da Lousã mas vai passar por vários concelhos como Pampilhosa da Serra e Vila Real.