sicnot

Perfil

Mundo

Governo colombiano e guerrilha FARC chegam a acordo sobre justiça para vítimas

O Governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) anunciaram hoje ter chegado a acordo sobre indemnizações e justiça para as vítimas do seu conflito de meio século, um grande avanço nas negociações de paz.

© Jose Gomez / Reuters

Os negociadores de ambos os lados confirmaram o acordo e indicaram que os pormenores serão divulgados na terça-feira.

"Mais um passo em direção ao fim do conflito", escreveu a delegação governamental na rede social Twitter.

"Isto é motivo para alegria, satisfação e para a certeza de que estamos a avançar com passos firmes e seguros para um acordo final", disse o negociador da guerrilha colombiana Marcos Calarca à imprensa em Havana, onde as duas partes têm efetuado as negociações nos últimos três anos.

O acordo inclui a criação de tribunais especiais que darão sentenças máximas de oito anos por crimes cometidos no conflito -- um compromisso considerado um grande avanço quando foi anunciado por ambos os lados, em setembro.

Comprometeram-se, nesse dia, a assinar um acordo de paz definitivo até ao fim de março do próximo ano. Os únicos pontos da agenda por resolver são agora o desarmamento e o mecanismo através do qual o acordo final será ratificado.

As FARC, um grupo de guerrilha marxista, estão em guerra com o Governo da Colômbia desde 1964.

O conflito, que atraiu para si múltiplos grupos rebeldes, paramilitares de direita e traficantes de droga, já matou mais de 220.000 pessoas e deslocou seis milhões.

Lusa

  • "É pesado dizer a miúdos que ainda ontem os pais estavam a ensinar o atar ténis que vão ficar em prisão preventiva"
    2:49
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões destes animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.