sicnot

Perfil

Mundo

Governo colombiano e guerrilha FARC chegam a acordo sobre justiça para vítimas

O Governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) anunciaram hoje ter chegado a acordo sobre indemnizações e justiça para as vítimas do seu conflito de meio século, um grande avanço nas negociações de paz.

© Jose Gomez / Reuters

Os negociadores de ambos os lados confirmaram o acordo e indicaram que os pormenores serão divulgados na terça-feira.

"Mais um passo em direção ao fim do conflito", escreveu a delegação governamental na rede social Twitter.

"Isto é motivo para alegria, satisfação e para a certeza de que estamos a avançar com passos firmes e seguros para um acordo final", disse o negociador da guerrilha colombiana Marcos Calarca à imprensa em Havana, onde as duas partes têm efetuado as negociações nos últimos três anos.

O acordo inclui a criação de tribunais especiais que darão sentenças máximas de oito anos por crimes cometidos no conflito -- um compromisso considerado um grande avanço quando foi anunciado por ambos os lados, em setembro.

Comprometeram-se, nesse dia, a assinar um acordo de paz definitivo até ao fim de março do próximo ano. Os únicos pontos da agenda por resolver são agora o desarmamento e o mecanismo através do qual o acordo final será ratificado.

As FARC, um grupo de guerrilha marxista, estão em guerra com o Governo da Colômbia desde 1964.

O conflito, que atraiu para si múltiplos grupos rebeldes, paramilitares de direita e traficantes de droga, já matou mais de 220.000 pessoas e deslocou seis milhões.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC