sicnot

Perfil

Mundo

Professor atacado em França por homem que evocou Daesh

ÚLTIMA HORA

Um professor foi atacado com uma arma branca, na região da capital de França, por um homem que durante o ato evocou o Daesh. O ataque ocorreu numa escola na cidade de Aubervilliers, na região de Paris. A polícia confirma que o agressor está em fuga.

O professor que foi apunhalado na garganta, encontrava-se sozinho numa sala a preparar-se para dar aulas na Escola Jean-Perrin Aubervilliers. O docente foi hospitalizado mas não corre risco de vida.

De acordo com as autoridades locais, o atacante que se encontrava vestido com um fato de pintor gritou: "Este é o Daesh, é um aviso". Estas declarações foram relatadas por uma testemunha, a trabalhar na escola no momento do ataque.

O agressor fugiu a pé e, de acordo com as autoridades, foi montado uma operação policial para tentar localizar o atacante.

As secções antiterroristas da Procuradoria de Paris e da Brigada criminal estão encarregadas do inquérito, aberto por tentativa de homicídio e relação com atos terroristas.

Este incidente acontece um mês após os ataques que mataram 130 pessoas e causaram 350 feridos em Paris. Os atentados da autoria do Daesh suscitaram uma reação imediata da França, que desencadeou ofensivas militares nos territórios da Síria e Iraque sob o domínio do autodenominado Estado Islâmico.

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC