sicnot

Perfil

Mundo

Professor atacado em França por homem que evocou Daesh

ÚLTIMA HORA

Um professor foi atacado com uma arma branca, na região da capital de França, por um homem que durante o ato evocou o Daesh. O ataque ocorreu numa escola na cidade de Aubervilliers, na região de Paris. A polícia confirma que o agressor está em fuga.

O professor que foi apunhalado na garganta, encontrava-se sozinho numa sala a preparar-se para dar aulas na Escola Jean-Perrin Aubervilliers. O docente foi hospitalizado mas não corre risco de vida.

De acordo com as autoridades locais, o atacante que se encontrava vestido com um fato de pintor gritou: "Este é o Daesh, é um aviso". Estas declarações foram relatadas por uma testemunha, a trabalhar na escola no momento do ataque.

O agressor fugiu a pé e, de acordo com as autoridades, foi montado uma operação policial para tentar localizar o atacante.

As secções antiterroristas da Procuradoria de Paris e da Brigada criminal estão encarregadas do inquérito, aberto por tentativa de homicídio e relação com atos terroristas.

Este incidente acontece um mês após os ataques que mataram 130 pessoas e causaram 350 feridos em Paris. Os atentados da autoria do Daesh suscitaram uma reação imediata da França, que desencadeou ofensivas militares nos territórios da Síria e Iraque sob o domínio do autodenominado Estado Islâmico.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51