sicnot

Perfil

Mundo

Rajoy chama "desprezível" a Sánchez após este questionar a sua honestidade

O único debate televisivo entre o presidente do governo espanhol e o candidato socialista às eleições gerais ficou marcado por acusações do passado, com Sánchez a questionar a honestidade de Rajoy, que o apelidou de "desprezível".

© Juan Medina / Reuters

O secretário-geral do PSOE, Pedro Sánchez, acusou Mariano Rajoy de não ser honesto, por não se ter demitido aquando dos casos de corrupção que afectam o PP, ao que o presidente do Governo espanhol e dos "populares" respondeu "Agora já chega".

E, ato contínuo, acusou Pedro Sánchez de ser "ruim, miserável, mesquinho e desprezível", acrescentando que "não lhe admitia pôr em causa a sua honra".

Sánchez recordou o episódio de um SMS enviado por Rajoy ao ex-tesoureiro do PP Luís Bárcenas - acusado na justiça por casos de corrupção e favorecimento ilícito. Na altura, Rajoy enviou uma mensagem a dizer "Luís, sê forte".

"O senhor nomeou Bárcenas gerente, promoveu-o a tesoureiro e depois a senador. Quando perdeu as eleições em 2004, o senhor foi de férias pagas pela empresa de Correa [o líder de outro caso de corrupção, o caso Gurtel] e o senhor permitiu que a senhora Cospedal mentisse na cara de todos os espanhóis, ao dizer que ia despedir Luis Bárcenas", acusou Sánchez.

Sánchez também responsabilizou Rajoy de ter destruído à martelada o computador do ex-tesoureiro antes de este ser apreendido pela justiça e criticou o presidente do Governo por, após as primeiras informações do caso, ter dito que tudo era falso.

"O senhor deveria ter-se demitido nessa altura, há dois anos (...). O presidente do Governo tem de ser uma pessoa decente, senhor Rajoy, e o senhor não o é", acusou Sánchez.

Foi então que Rajoy, habitualmente impassível, declarou: "Agora já chega".

Após ter respondido que, se acreditava mesmo nisso, então Sánchez deveria ter apresentado uma moção de censura (algo que não aconteceu), Rajoy sublinhou que é "um político honrado".

"No mínimo, tão honrado como você. Fui vereador, presidente de região, vice-presidente da Xunta [presidente do Governo regional da Galiza], cinco vezes ministro, vice-presidente e presidente do Governo e ninguém, jamais, me acusou de nada em tribunal, nem nunca fui acusado de apropriar-me de nada", explicou Rajoy.

Salientou que não se dedica à política por dinheiro e afirmou que Sánchez nunca mais se vai recuperar das acusações que fez no debate de hoje.

"Como vai perder as eleições, não se esqueça que pode recuperar-se da derrota, mas se calhar nunca vai recuperar de afirmações ruins, mesquinhas, miseráveis e desprezíveis" sobre a sua honestidade e decência, contrapôs Rajoy.

O debate ficou também marcado por acusações de Rajoy à herança deixada pelo PSOE até 2011 (desemprego e défice elevado) e pela resposta de Sánchez, que insistiu que a política de austeridade do PP cortou em tudo menos na corrupção.

Lusa

  • Santana Lopes confirma buscas na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa
    1:26

    País

    Pedro Santana Lopes confirmou esta quarta-feira a realização de buscas por parte da polícia judiária à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. O provedor da Santa Casa disse aos jornalistas que o processo está relacionado com suspeitas em compras efetuadas pela Misericórdia, situação que há dois anos já tinha sido objeto de inquérito interno.

  • Oposição aproveita debate quinzenal para questões sobre a CGD
    2:35

    Caso CGD

    A oposição aproveitou o debate quinzenal para questionar o primeiro-ministro sobre a polémica em torno da Caixa Geral de Depósitos. O CDS exigiu provas de António Costa para afirmar que as contas do banco foram maquilhadas e o PSD perguntou ao primeiro-ministro se não estranha a demissão de António Domingues quando este apresentou a declaração de rendimentos.

  • Turismo da Madeira investe mais de 3 milhões de euros no programa de festas
    2:22

    País

    A Madeira já vive a época de Natal. O turismo da região investiu mais de 3 milhões de euros no programa de festas de Natal e Fim de Ano para atrair os turistas. Os residentes e também turistas aproveitam para desfrutar do ambiente mágico proporcionado pelas tradicionais iluminações à mistura com as decorações e gastronomia típicas da quadra.

  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.