sicnot

Perfil

Mundo

Arábia Saudita anuncia coligação de países islâmicos contra o terrorismo

A Arábia Saudita anunciou uma coligação militar de 34 países islâmicos para combater o terrorismo, com um centro de operações conjuntas em Riade e o apoio de outras dez nações, incluindo a Indonésia.

© Stringer . / Reuters

Segundo a agência saudita (SPA), o propósito desta coligação é "cerrar fileiras e unir esforços para combater o terrorismo" em todas as suas formas e manifestações, eliminar os seus objetivos e causas e sublinhar o direito dos Estados à legítima defesa.

As operações militares para combater o terrorismo e desenvolver os programas e mecanismos necessários para apoiar estes esforços serão coordenadas a partir de Riade.

Os 34 governos baseiam a sua coligação nos princípios e objetivos da Carta da Organização de Cooperação Islâmica, "que pede aos Estados membros que cooperem para combater o terrorismo em todas as suas formas e manifestações e rejeita todas as justificações e desculpas para o terrorismo".

Além disso, apoiam-se nas disposições contidas na Carta das Nações Unidas e noutras convenções internacionais com vista à erradicação do terrorismo.

Além da Arábia Saudita, participam na aliança a Jordânia, Emirados Árabes Unidos, Paquistão, Barém, Bangladesh, Benim, Turquia, Chade, Togo, Tunísia, Djibuti, Senegal, Sudão, Serra Leoa, Somália, Gabão, Guiné, Palestina, Camarões, Qatar, Costa de Marfim, Kuwait, Líbano, Líbia, Maldivas, Mali, Malásia, Egito, Marrocos, Mauritânia, Níger, Nigéria, Iémen.

Lusa

  • Militares da revolução denunciam corrupção nos órgãos de poder
    3:22

    País

    O presidente da Associação 25 de Abril acusa a classe política de não ter interesse em travar a corrupção em Portugal. Vasco Lourenço e Otelo Saraiva de Carvalho, dois dos militares da revolução, consideram que a corrupção está entranhada nos órgãos de poder e deve ser denunciada.

  • "Está prevista mais uma melhoria do rating para breve"
    2:46
  • Fábrica na Covilhã vai produzir para marcas de luxo
    1:47

    Economia

    A Covilhã foi a cidade portuguesa escolhida para a instalação de uma nova fábrica de produção de peças para marcas de luxo. O Grupo FM Industries Sycrilor vai reforçar o investimento na cidade e será responsável pelo polimento de metais para as marcas Louis Vuitton e Cartier.