sicnot

Perfil

Mundo

Donald Trump seria o presidente "mais saudável da história" dos EUA, diz médico

O multimilionário Donald Trump seria, se fosse eleito no imediato, "o indivíduo mais saudável alguma vez eleito para a Presidência" dos Estados Unidos, disse na segunda-feira o seu médico pessoal.

© Mary Schwalm / Reuters

Nos Estados Unidos é habitual que os candidatos publiquem informação sobre o seu estado de saúde antes das eleições e, depois de a ex-secretária de Estado Hillary Clinton e do ex-governador da Florida Jeb Bush, foi a vez de Trump fazê-lo.

"Não tem problemas médicos graves. A sua tensão arterial está incrivelmente excelente. Se for eleito, o senhor Trump, posso dizer sem margem de erro, será o indivíduo mais saudável alguma vez eleito para a Presidência", disse em comunicado o médico Harold Bornstein.

Bornstein, que é especialista em gastroenterologia e trabalha no hospital Lenox Hill, é o médico pessoal de Trump em Nova Iorque há 35 anos, depois de ter sucedido ao seu pai, Jacob.

De acordo com o médico, a tensão arterial do magnata é de 110/65, uma média melhor do que o habitual, que para uma pessoa saudável se situa em 120/80.

Aos 69 anos, Trump apenas foi operado uma vez, aos 10 anos, ao apêndice.

No mesmo comunicado, o aspirante a candidato atribuiu a sua boa saúde aos "bons genes" dos seis pais, que "viveram longas vidas e produtivas".

Em caso de eleição, Trump tomaria posse em janeiro de 2017, já com 70 anos, o que o tornaria o presidente eleito mais velho da história dos Estados Unidos, superando Ronald Reagan (1981-1989), que tomou posse aos 69 anos.

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44