sicnot

Perfil

Mundo

ONU denuncia detenções arbitrárias em Cuba

As Nações Unidas denunciaram hoje que mais de 1.500 pessoas foram detidas em Cuba de forma arbitrária durante as primeiras semanas de dezembro.

© Enrique de la Osa / Reuters

A organização internacional precisou que muitas das detenções registadas na ilha caribenha foram feitas sem ordem judicial e antes de determinadas reuniões ou manifestações.

"Observou-se um aumento do número de detenções (...) algumas são de curta duração e a pessoa é libertada após algumas horas ou dias, mas este tipo de detenção é uma mensagem intimidatória para os defensores dos direitos humanos e para os ativistas da sociedade civil", afirmou a porta-voz do gabinete de direitos humanos da ONU, Cécile Pouilly, em declarações à comunicação social.

A representante recordou que as Nações Unidas já tinham contabilizado, em novembro último, algumas centenas de detenções no território cubano.

Num comunicado hoje divulgado, o alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos, o jordano Zeid Ra'ad Al Hussein, também expressou a sua preocupação face ao "número extremamente elevado de detenções arbitrárias e de detenções de curto prazo" das últimas semanas.

Esta situação, segundo descreveu o alto-comissário, representa "assédio" e evidencia o objetivo "de impedir as pessoas de exercerem o direito de liberdade de expressão e de reunião".

Por falta de autorização, o gabinete de direitos humanos da ONU não está presente em Cuba, mas "tem contactos no terreno e trabalha com organizações da sociedade civil" locais, afirmou ainda Cécile Pouilly.

No passado dia 10 de dezembro, a Comissão Cubana de Direitos Humanos e Reconciliação Nacional (CCDHRN) denunciou que mais de uma centena de dissidentes tinham sido detidos em toda a ilha para evitar manifestações no Dia Internacional dos Direitos Humanos (assinalado no dia 10).

Em todo o território cubano ter-se-ão registado "entre 150 a 200" detenções de dissidentes, muitos dos quais eram, há vários dias, "assediados" nas suas casas, afirmou então o ativista Elizardo Sánchez, líder da CCDHRN, que contabiliza as detenções por motivos políticos em Cuba.

Lusa

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.