sicnot

Perfil

Mundo

Ataques de forças russas na Síria provocam a morte a 320 "terroristas"

O exército sírio afirmou hoje que a força aérea russa matou nas últimas 24 horas cerca de 320 "terroristas" e destruiu 109 camiões cisterna de petróleo, propriedade do grupo extremista Estado Islâmico.

Sukhoi Su-24

Sukhoi Su-24

© Shamil Zhumatov / Reuters

Fontes militares sírias, citadas pela agência noticiosa Sana, afirmaram que a força aérea russa, em colaboração com a síria, realizou 59 ataques contra 212 objetivos "terroristas" em províncias do norte e centro do país.

Durante aquela operação, foram mortos 320 membros de grupos armados e destruídos 34 veículos para transporte de combatentes e outros 15 preparados com armas automáticas.

Os ataques também destruíram 94 camiões cisterna para transporte de petróleo do grupo extremista Estado Islâmico.

A Rússia, aliada do Governo de Damasco, realiza desde finais de setembro bombardeamentos em território sírio.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.