sicnot

Perfil

Mundo

Conselho de Segurança da ONU vota esta semana resolução que visa Estado Islâmico

Um projeto de resolução da ONU, que será submetido na quinta-feira ao Conselho de Segurança, visa "explicitamente" o grupo radical Estado Islâmico e o seu financiamento através do comércio de petróleo, disse hoje o ministro das Finanças francês.

reuters

Michel Sapin disse, em entrevista à AFP, contar com a "pressão internacional" para levar os estados a atacar este problema, sob pena de sanções.

O Conselho de Segurança vai com esta resolução enviar "uma mensagem política muito firme e muito forte: a luta contra o financiamento do terrorismo é uma das prioridades do conjunto dos membros das Nações Unidas e cada Estado deverá implementar as medidas necessárias", disse Sapin.

"A pedido da França e no âmbito de uma relação muito estreita [com Paris]" após os atentados de 13 de novembro, os Estados Unidos, que asseguram em dezembro a presidência rotativa do Conselho de Segurança da ONU, organizaram esta reunião, na qual participam "pela primeira vez" os ministros das Finanças dos 15 estados membros, sublinhou.

O texto, que se baseia numa resolução anterior que visava a Al-Qaida, "será estendido explicitamente ao Estado islâmico" e permitirá, em particular, "o congelamento dos bens que sejam, de uma forma ou de outra, provenientes do tráfico do petróleo", revelou Sapin.

"Além disso, será pedida aos estados uma vigilância particular sobre o tráfico de obras de arte que podem alimentar grandes movimentos como o Estado Islâmico", acrescentou.

O ministro das Finanças francês, que fez da luta contra o financiamento do terrorismo um dos seus principais objetivos após os ataques contra o jornal satírico Charlie Hebdo e um supermercado judaico em janeiro, em Paris, está convencido de que os 15 membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas vão aprovar o texto por unanimidade.

  • Queda de avioneta em Espanha causa 4 mortos

    Mundo

    Uma avioneta com destino a Cascais, em que seguia uma família de quatro pessoas - dois adultos e dois menores - caiu em Sotillo de las Palomas, em Toledo, Espanha.

    Em desenvolvimento

  • Um discurso histórico com os pedidos de sempre
    2:30

    País

    Jerónimo de Sousa voltou este domingo a pedir a renegociação da dívida e a saída de Portugal do euro. Num discurso historicamente curto, apenas 15 minutos, no encerramento do Congresso do PCP, o reeleito secretário-geral comunista anunciou que o aumento dos salários e a reversão das alterações à legislação laboral são duas prioridades para os próximos tempos.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.