sicnot

Perfil

Mundo

Escolas de Los Angeles reabrem após ameaça de ataque na terça-feira

As escolas de Los Angeles, nos Estados Unidos da América, voltam hoje a funcionar depois de na terça-feira terem sido encerradas por uma ameaça que o FBI acabou por não considerar credível, informaram as autoridades.

© JASON REDMOND / Reuters

Mais de 900 escolas do Los Ángeles Unified School District (LAUSD), a maior rede de escolas públicas do estado norte-americano da Califórnia, com mais de 700 mil estudantes, permaneceram encerradas por uma ameaça que incluía o uso de artefactos explosivos e armas de fogo e que as autoridades locais consideraram "credível" durante a manhã.

O presidente da junta escolar, Steve Zimmer, disse numa conferência de imprensa que, depois de inspecionarem 1.531 centros educativos em Los Ángeles, as autoridades concluíram que as "escolas são seguras" e que os estudantes vão regressar na quarta-feira às aulas.

Já o presidente da Câmara de Los Ángeles, Eric Garcetti, manifestou, na mesma conferência de imprensa, que o FBI (a polícia federl norte-americana) tinha decidido após a sua investigação que "esta ameaça não é credível", pelo que sublinhou que a cidade "está segura".

Em comunicado, o superintendente Ramón Cortines reconheceu que tinha sido "um dia difícil" pelo primeiro encerramento do LAUSD "em décadas".

A decisão de encerrar as escolas foi tomada para garantir a proteção e segurança, acrescentou.

Lusa

  • Suécia conquista primeira vitória no Mundial frente à República da Coreia (1-0)

    Mundial 2018 / Suécia

    Depois de uma ausência de 12 anos nos campeonatos do mundo, a Suécia volta e começa a ganhar. Um penálti de Andreas Granqvist aos 65 minutos garantiu a vitória frente à República da Coreia na fase de grupos do Mundial. As equipas jogam pelo grupo F, onde também estão a Alemanha e o México. Veja aqui o golo e os lances da partida.

  • Três mortos e mais de 200 feridos do sismo no Japão
    1:07

    Mundo

    Pelo menos três pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter que atingiu hoje a região oeste do Japão, segundo um novo balanço das autoridades nipónicas. Uma das vítimas mortais era uma criança de 9 anos.