sicnot

Perfil

Mundo

Músico espanhol tocou saxofone enquanto era operado a tumor no cérebro

Um músico espanhol, operado em outubro passado a um tumor no cérebro, revelou esta quarta-feira em conferência de imprensa em Málaga, sul de Espanha, as suas impressões da operação cirúrgica, em que se manteve acordado e a tocar saxofone.

Ao músico (na imagem) foi dada somente uma sedação e analgésicos durante a intervenção, com o objetivo de estar acordado para se poder realizar a estimulação elétrica do córtex, o manto do tecido nervoso que cobre a superfície do cérebro.

Ao músico (na imagem) foi dada somente uma sedação e analgésicos durante a intervenção, com o objetivo de estar acordado para se poder realizar a estimulação elétrica do córtex, o manto do tecido nervoso que cobre a superfície do cérebro.

JORGE ZAPATA / Lusa

A intervenção cirúrgica foi realizada no Hospital regional de Málaga em Carlos Aguilera, de 27 anos, no passado dia 15 de outubro e o paciente ajudou a equipa médica a identificar as áreas cerebrais relacionadas com a linguagem contando números, lendo frases e interpretando fragmentos de peças musicais.

A operação, a primeira vez deste tipo na Europa, serviu para retirar um tumor na parte do córtex cerebral ligado à linguagem musical, e o paciente foi mantido consciente e a tocar saxofone para evitar sequelas.

Ao músico foi dada somente uma sedação e analgésicos durante a intervenção, com o objetivo de estar acordado para se poder realizar a estimulação elétrica do córtex, o manto do tecido nervoso que cobre a superfície do cérebro.

"Há dois meses estava deitado numa cama e agora posso decidir que vida me espera, como se tivesse voltado a nascer", disse Aguilera na conferência de imprensa, em que interpretou três músicas com o saxofone, o seu instrumento de trabalho numa orquestra e que começou a tocar aos nove anos.

Apesar da complexidade da intervenção, o jovem afirmou que sentia-se "como se estivesse deitado na praia", pois não imaginava nada daquilo que viu depois no vídeo da intervenção cirúrgica.

Lusa

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.