sicnot

Perfil

Mundo

Rússia suspende zona de comércio livre com Ucrânia a partir de janeiro

O presidente russo, Vladimir Putin, decretou hoje a suspensão do contrato de comércio livre com a Ucrânia a partir de 1 de janeiro, data da entrada em vigor do acordo de aproximação comercial entre Kiev e a União Europeia.

reuters

A decisão foi tomada devido a "circunstâncias que prejudicam os interesses e a segurança económica da Federação da Rússia", indica o decreto.

Concretamente, o documento suspende a aplicação à Ucrânia do tratado assinado a 18 de outubro de 2011 e que criava um regime comercial especial entre os membros da Comunidade dos Estados Independentes (ex-URSS exceto países bálticos e Geórgia).

A Rússia tem vindo a repetir que o acordo de comércio livre entre Kiev e Bruxelas, previsto no Acordo de Associação entre a Ucrânia e a UE, pode inundar o seu mercado de produtos europeus se não forem tomadas medidas de proteção comercial.

Moscovo já ameaçou alargar à Ucrânia a 01 de janeiro o embargo aplicado aos países ocidentais que sancionam a Rússia pelo seu envolvimento na crise ucraniana se não chegar a acordo com Bruxelas e Kiev sobre a aplicação do contrato entre eles.

Estão previstas negociações na segunda-feira em Bruxelas, mas as diferentes partes consideram muito improvável um acordo até ao final do ano.

A recusa do ex-presidente ucraniano Viktor Ianukovich em assinar o acordo com a UE no final de 2013 esteve na origem do movimento de contestação pró-ocidental de Kiev que levou à sua queda e fuga para a Rússia.

A chegada ao poder dos pró-ocidentais foi seguida pela anexação da Crimeia pela Rússia e pelo conflito com os separatistas pró-russos no leste da Ucrânia, que já causou mais de 9.000 mortos.

Lusa

  • Depois do Fogo
    0:25

    Reportagem Especial

    Uma semana depois do incêndio de Pedrogão Grande são muitas as histórias de perda e de sobrevivência, mas também de solidariedade de pessoas anónimas, que não dormiram durante dias a fio, para apoiar na logística do difícil combate ao incêndio florestal mais mortífero de que há memória. Depois do Fogo, hoje no Jornal da Noite.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.