sicnot

Perfil

Mundo

Tufão Melor causou pelo menos oito mortos nas Filipinas

Pelo menos oito pessoas morreram à passagem pelo centro das Filipinas do tufão Melor, que assolou a região durante dois dias com ventos de até 185 quilómetros por hora e chuvas que causaram danos materiais.

(Arquivo)

(Arquivo)

© KYODO Kyodo / Reuters

O Conselho de Gestão e Redução do Risco de Desastres das Filipinas apenas confirmou a morte de um homem de 31 anos, atingido por parte de um telhado de uma casa que se soltou devido ao vento forte na província de Samar do Norte.

No entanto, as autoridades locais das províncias afetadas comunicaram a morte de mais sete pessoas.

Três morreram afogadas em Samar do Norte, disse um oficial do departamento de Desastres desta província, Jonathan Baldo, à estação dzMM.

As outras quatro vítimas foram registadas em Mindoro Oriental, segundo informou o governador provincial, Alfonso Umali, numa entrevista ao canal de televisão local ANC.

"Este foi o pior tufão vivido em Mindoro Oriental nos últimos dez anos. Grande parte da província ficou sem corrente elétrica", sublinhou Umali.

O Conselho de Gestão e Redução do Risco de Desastres indicou num relatório que o Melor danificou o sistema elétrico de pelo menos uma província, cinco cidades e 88 municípios, pelo que milhares de pessoas ficaram sem luz.

O Melor também forçou a retirada de mais de 730 mil pessoas e causou danos graves em infraestruturas e em milhares de lares.

O tufão deixou o território filipino na terça-feira à noite.

No entanto, 12 províncias permanecem em alerta, das quais mais da metade suspenderam as aulas em todas as escolas perante a possibilidade de continuarem a registar-se chuvas fortes.

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.