sicnot

Perfil

Mundo

Um morto e 20 desaparecidos em colapso de mina em Myanmar

Uma pessoa morreu e outras 20 continuam desaparecidas após o desmoronamento de uma mina em Myanmar quando procuravam jade, na mesma zona onde no mês passado uma avalancha similar causou 114 mortos e deixou soterradas dezenas de cabanas.

arquivo reuters

O incidente ocorreu na segunda-feira na mina de Tun Tauk Zabu, na área de Hpakant, cidade do estado de Kachin (nordeste) situada a cerca de 650 quilómetros a norte de Naypyidaw, a capital do país.

As equipas de resgate têm dificuldades em localizar os desaparecidos por temerem novos deslizamentos de terra na montanha de escombros.

O acidente do passado 21 de novembro também ocorreu na zona de Hpakant, quando um deslizamento de terra de pelo menos 80 metros caiu sobre cerca de 70 cabanas onde viviam os trabalhadores da mina de jade.

Quando foram suspensas as operações de busca, as equipas de resgate tinham encontrado 114 cadáveres e cerca de 100 pessoas permaneciam desaparecidas.

A remota Hpakant situa-se numa zona montanhosa onde proliferam as minas de jade.

A Birmânia é o maior produtor mundial de jadeíte, uma variedade de jade sobretudo extraída nas montanhas de Kachin, estado onde o exército combate desde 2011 a guerrilha da minoria kachin.

A Global Witness denunciou no mês passado num relatório as situações precárias em que trabalham os trabalhadores nas minas de jade, exploradas, entre outros, por senhores da guerra, narcotraficantes e generais da antiga junta militar.

Segundo esta ONG, o comércio desta indústria vale cerca de 31 mil milhões de dólares (cerca de 27.800 milhões de euros), metade do PIB birmanês, e a maior parte das exportações vão para a China.

  • Tribunal de Contas apresentou reservas em relação ao SIRESP em 2006

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O Tribunal de Contas avisou em 2006 que o Estado poderia sair prejudicado nos moldes em que o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) estava a ser desenhado. De acordo com a edição de hoje do Jornal de Notícias, terão sido a ausência de um concurso público, a falta de tempo para a apresentação de propostas e mexidas no caderno de encargos a motivar as reservas do tribunal.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29
  • Bispo do Mali terá contas na Suíça com 12 M€
    1:49

    Mundo

    Há uma polémica a envolver um novo cardeal da Igreja católica. Um bispo do Mali, escolhido pelo Papa para o colégio cardinalício, está a ser relacionado com contas na Suíça onde estarão depositados milhões de euros. A cerimónia que o fará cardeal está marcada para hoje.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.