sicnot

Perfil

Mundo

Arranca julgamento da ação que questiona destituição de Dilma Rousseff

A Justiça brasileira começou esta quarta-feira a julgar a ação que contesta a destituição da Presidente Dilma Rousseff.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Ueslei Marcelino / Reuters

Um dos ministros do Supremo Tribunal Federal defendeu que o Senado é obrigado a aceitar a impugnação, caso dois terços da Câmara dos Deputados autorizem a abertura do processo. Caso seja esta a decisão do Supremo, a Presidente é então afastada do cargo até que o Senado decida se Dilma deve ou não ser condenada.

Se for, assume a vice-presidência; se não for, mantém-se no cargo até terminar o mandato.

Dilma Rousseff é acusada de ter usado empréstimos de bancos públicos e de ter autorizado gastos desnecessários.

O Procurador-Geral da República pediu entretanto o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara dos Deputados. Cunha foi quem acolheu o pedido de impugnação contra Rousseff e é suspeito de ter recebido subornos em contratos da Petrobras e de ter enviado o dinheiro para a Suíça.

  • Fogo em Sabrosa entrou em fase de resolução

    País

    O incêndio que deflagrou terça-feira em Vilela do Douro, Sabrosa, distrito de Vila Real, entrou a meio da manhã de hoje em fase de resolução, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

  • Governo garante reforço das verbas para defesa da floresta até ao fim do ano
    2:37

    País

    O Governo rejeitou centenas de candidaturas com projetos para a prevenção de incêndios florestais, por falta de verbas. Perante a situação, o Bloco de Esquerda questionou o Ministério da Agricultura sobre as reprovações. Contudo, contactado pela SIC, o ministro Capoulas Santos garantiu que o programa de desenvolvimento rural está a ser reajustado e, até ao final do ano, está previsto o reforço de verbas.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.