sicnot

Perfil

Mundo

EUA criam terceira categoria de alertas para ameaças terroristas

Os EUA acrescentaram na quarta-feira uma nova categoria, designada boletim, ao sistema de alerta de terrorismo, que pretende comunicar informações sobre ameaças terroristas aos cidadãos norte-americanos.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Jonathan Alcorn / Reuters

O país criou um sistema de alerta em 2001, para comunicar ameaças ao público, com duas categorias: 'elevada' e 'iminente'.

Agora, o Departamento de Segurança Interna (DSI) vai poder recorrer a esta categoria "boletim" para "descrever tendências mais largas e gerais e desenvolvimentos correntes de ameaças de terrorismo", como o próprio informou.

O DSI emitiu na quarta-feira o seu primeiro "boletim", que vai permanecer válido até 16 de junho de 2016.

Apesar de as autoridades sublinharem que não existe uma ameaça terrorista específica e credível aos EUA, o "boletim" avisa para "uma nova fase no contexto global de ameaças".

Em particular, "com o aumento do uso da internet por grupos terroristas para inspirar e recrutar", a preocupação vem dos "ator(es) auto-radicalizados que podem atacar com pouco ou nenhum aviso", especificou o DSI.

O secretário do Departamento, Jeh Johnson, também afirmou que os agentes dos serviços de imigração estão a escrutinar cada vez mais as redes sociais para procurar informação sobre alguns candidatos a vistos.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    1:41
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • Corrida à Agência Europeia Medicamento "não é fácil", admite Costa
    0:50

    Brexit

    António Costa confirmou a apresentação da candidatura para a transferência da agência europeia do medicamento de Londres para Portugal. À margem da cimeira extraordinário sobre o Brexit, o primeiro-ministro salientou a importância da instalação do instituto no país para reforçar a competitividade no setor