sicnot

Perfil

Mundo

Pequim emite pela segunda vez alerta vermelho por poluição

Pequim emitiu hoje, pela segunda vez na história da cidade, o alerta vermelho (o mais alto) por poluição atmosférica, devido aos altos níveis de contaminação do ar que estão previstos para o fim de semana.

© Kim Kyung Hoon / Reuters

O alerta imperará entre as 07:00 de sábado (23:00 de sexta-feira em Lisboa) e as 12:00 de terça-feira (04:00 em Lisboa).

Os serviços meteorológicos já tinham anunciado, na quinta-feira, que o norte da China sofrerá a partir de sábado a pior vaga de poluição atmosférica em todo o ano.

A densidade das partículas PM 2.5 - as mais finas e suscetíveis de se infiltrarem nos pulmões - deverá superar os níveis registados entre o dia 6 e 9 de dezembro, o período em que Pequim decretou pela primeira vez o alerta vermelho.

Segundo as previsões, aquele indicador deverá superar os 500 microgramas por metro cúbico na capital chinesa. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda um máximo de 25 microgramas para que o ar seja considerado saudável.

A visibilidade em Pequim deverá ficar reduzida a menos de um quilómetro.

Os infantários e as escolas de ensino básico e médio foram aconselhados pelo Governo a suspender as aulas e as empresas a adotar "um horário de trabalho flexível".

As fábricas e estaleiros mais poluentes vão reduzir ou interromper a produção. Os automóveis circularão alternadamente, de acordo com o último número da matrícula: um dia pares, noutro ímpares.

Os residentes foram também aconselhados a evitar atividades ao ar livre.

Pequim emitiu pela primeira vez o alerta vermelho no passado dia 7, que durou até ao meio-dia do dia 10, altura em que uma frente fria dissipou parte do ar poluído na cidade.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".