sicnot

Perfil

Mundo

Pequim emite pela segunda vez alerta vermelho por poluição

Pequim emitiu hoje, pela segunda vez na história da cidade, o alerta vermelho (o mais alto) por poluição atmosférica, devido aos altos níveis de contaminação do ar que estão previstos para o fim de semana.

© Kim Kyung Hoon / Reuters

O alerta imperará entre as 07:00 de sábado (23:00 de sexta-feira em Lisboa) e as 12:00 de terça-feira (04:00 em Lisboa).

Os serviços meteorológicos já tinham anunciado, na quinta-feira, que o norte da China sofrerá a partir de sábado a pior vaga de poluição atmosférica em todo o ano.

A densidade das partículas PM 2.5 - as mais finas e suscetíveis de se infiltrarem nos pulmões - deverá superar os níveis registados entre o dia 6 e 9 de dezembro, o período em que Pequim decretou pela primeira vez o alerta vermelho.

Segundo as previsões, aquele indicador deverá superar os 500 microgramas por metro cúbico na capital chinesa. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda um máximo de 25 microgramas para que o ar seja considerado saudável.

A visibilidade em Pequim deverá ficar reduzida a menos de um quilómetro.

Os infantários e as escolas de ensino básico e médio foram aconselhados pelo Governo a suspender as aulas e as empresas a adotar "um horário de trabalho flexível".

As fábricas e estaleiros mais poluentes vão reduzir ou interromper a produção. Os automóveis circularão alternadamente, de acordo com o último número da matrícula: um dia pares, noutro ímpares.

Os residentes foram também aconselhados a evitar atividades ao ar livre.

Pequim emitiu pela primeira vez o alerta vermelho no passado dia 7, que durou até ao meio-dia do dia 10, altura em que uma frente fria dissipou parte do ar poluído na cidade.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.