sicnot

Perfil

Mundo

Telegrama que desencadeou I Guerra classificado património documental da Humanidade

O telegrama em que o Império Austro-Húngaro declarou guerra à Sérvia em 1914, desencadeando a I Guerra Mundial, vai ser classificado como património documental da Humanidade pela UNESCO, divulgou hoje o Arquivo da Sérvia.

© Handout . / Reuters

O documento vai integrar os registos do programa "Memória do Mundo" da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

O Arquivo da Sérvia, que conserva o documento original datado de 28 de julho de 1914, apresentou a proposta à UNESCO em 2014, no âmbito das comemorações do centenário da I Guerra Mundial.

O telegrama, enviado desde Viena e escrito em francês, foi recebido às 12:30 horas pelo então governo sérvio em Nis, cidade no sul do país onde o executivo estava refugiado perante a iminência de um conflito. Belgrado estava perto da fronteira com o Império Austro-Húngaro.

Na breve mensagem, o Império expressa o seu desagrado pela rejeição sérvia de um ultimato enviado no dia 23 que responsabiliza a Sérvia pelo assassinato em Sarajevo do herdeiro ao trono dos Habsburgos, o arquiduque Franz Ferdinand. O ataque foi cometido por um jovem sérvio-bósnio a 28 de junho de 1914.

"A partir desse momento, o Império Austro-Húngaro considera que entrou em guerra com a Sérvia", acrescentou a instituição sérvia.

O Arquivo da Sérvia guarda cerca de meio milhão de documentos relativos à I Guerra Mundial.

A I Guerra Mundial decorreu entre 1914 e 1918.

Lusa

  • Reclusos que fugiram de Caxias tiveram cúmplices
    1:59

    País

    Uma falha de Portugal poderá explicar a libertação de um dos dois chilenos que fugiram de Caxias e foram apanhados em Espanha. As autoridades portuguesas atrasaram-se a enviar o mandado de detenção e a polícia espanhola libertou o fugitivo. Na investigação da fuga, acredita-se que os 3 reclusos tiveram cúmplices e a namorada de um deles já foi interrogada.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus parente e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.