sicnot

Perfil

Mundo

Telegrama que desencadeou I Guerra classificado património documental da Humanidade

O telegrama em que o Império Austro-Húngaro declarou guerra à Sérvia em 1914, desencadeando a I Guerra Mundial, vai ser classificado como património documental da Humanidade pela UNESCO, divulgou hoje o Arquivo da Sérvia.

© Handout . / Reuters

O documento vai integrar os registos do programa "Memória do Mundo" da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

O Arquivo da Sérvia, que conserva o documento original datado de 28 de julho de 1914, apresentou a proposta à UNESCO em 2014, no âmbito das comemorações do centenário da I Guerra Mundial.

O telegrama, enviado desde Viena e escrito em francês, foi recebido às 12:30 horas pelo então governo sérvio em Nis, cidade no sul do país onde o executivo estava refugiado perante a iminência de um conflito. Belgrado estava perto da fronteira com o Império Austro-Húngaro.

Na breve mensagem, o Império expressa o seu desagrado pela rejeição sérvia de um ultimato enviado no dia 23 que responsabiliza a Sérvia pelo assassinato em Sarajevo do herdeiro ao trono dos Habsburgos, o arquiduque Franz Ferdinand. O ataque foi cometido por um jovem sérvio-bósnio a 28 de junho de 1914.

"A partir desse momento, o Império Austro-Húngaro considera que entrou em guerra com a Sérvia", acrescentou a instituição sérvia.

O Arquivo da Sérvia guarda cerca de meio milhão de documentos relativos à I Guerra Mundial.

A I Guerra Mundial decorreu entre 1914 e 1918.

Lusa

  • Voluntários portugueses rumam ao México com cães de salvamento
    1:59

    Mundo

    Nuno Vieira e Marco Saraiva são voluntários de Braga. Com os seus dois cães, "Koi" e "Yuki", formam uma equipa de resgate e partem esta noite para o México, para ajudar na busca e salvamento de vítimas do terramoto que abalou o país esta terça-feira. A equipa portuguesa faz parte de uma ONG espanhola.

  • Furacão Maria deixa rasto de destruição em Porto Rico
    1:16
  • Sabe onde fica a Nambia? Algures em África, segundo Trump

    Mundo

    "O sistema de saúde na Nambia é incrivelmente autossuficiente", declarou o Presidente dos Estados Unidos num discurso proferido num almoço com líderes africanos. No encontro, realizado esta quarta-feira à margem da 72.ª Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque, Donald Trump repetiu o erro. Os utilizadores das redes sociais não perdoaram mais este "lapso" do chefe de Estado norte-americano.

  • DGS garante que não há perigo de dengue
    2:09
  • Episódio da Abelha Maia censurado por queixas de obscenidade

    Cultura

    A plataforma digital Netflix viu-se obrigada a retirar um episódio da Abelha Maia depois das queixas de pais norte-americanos por causa de um "desenho obsceno", em forma de pénis. Aparentemente, terá sido só removido para quem acede nos EUA dado que, ao que a SIC pôde constatar, a partir de Portugal o episódio 35 está disponível.

  • Yoko Ono obriga limonada "John Lemon" a mudar de nome

    Cultura

    A viúva do Beatle John Lennon ameaçou processar uma empresa de bebidas polaca por causa da limonada "John Lemon". Yoko Ono não terá gostado do trocadilho entre Lennon e Lemon (limão, em inglês) e quer ver toda e qualquer garrafa com este rótulo retirada do mercado.

  • Restaurante em prisão na Colômbia serve comida confecionada por detidas
    1:04