sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 80 rebeldes e combatentes leais ao Governo mortos em confrontos no Iémen

Mais de 80 milicianos rebeldes e combatentes das forças leais ao Presidente do Iémen, Abd Rabbo Mansur Hadi, foram mortos nos últimos três dias em combates nos arredores de Al-Tawal, entre o Iémen e a Arábia Saudita.

Fontes militares disseram à agência de notícias espanhola EFE que pelo menos 50 mortos pertencem às milícias 'hutis', enquanto os outros 30 são combatentes leais de Hadi.

O Iémen é palco de combates entre as forças lealistas apoiadas por uma coligação militar árabe e os rebeldes xiitas 'hutis' que se apoderaram de vastas regiões.

Esses confrontos ocorreram em paralelo com as negociações realizadas na Suíça, com representantes de ambas as fações, para tentar encontrar uma solução para o conflito, que já causou uma pobreza generalizada no país.

As fontes militares acrescentaram que nos confrontos, que estão a ocorrer na província fronteiriça de Hiya, no extremo norte do Iémen, dezenas de homens armados ficaram feridos.

Testemunhas indicaram que as tropas do Governo são apoiadas pela aviação da coligação árabe, liderada pela Arábia Saudita, que defende a legitimidade do Presidente Hadi e lançou dezenas de ataques sobre as posições 'hutis' na área.

Com esta ofensiva, as forças leais a Hadi pretendem ganhar o controlo de toda a costa do Iémen, a partir do sul, do porto Áden, até ao porto de Midi, perto da fronteira com a Arábia Saudita, localizado no norte do país.

Segundo a ONU, o conflito já causou mais de 5.700 mortos, perto de metade dos quais civis, desde o início no final de março da intervenção da coligação árabe, conduzida pela Arábia Saudita, vizinha do Iémen.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.