sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades investigam eventual origem criminosa dos cem incêndios nas Astúrias

A Guarda Civil e o Governo do Principado das Astúrias estão a investigar quais dos cem incêndios registados no sábado nas Astúrias poderão ter tido origem criminosa, informaram fontes do Instituto Armado e do 112 espanhóis.

JOSE LUIS CEREIJIDO/ EPA

Fontes da Guarda Civil referiram que "alguns" destes cem incêndios poderão ter tido origem criminosa, mas sublinharam que só a investigação poderá determinar a quantidade precisa.

O conselheiro da presidência do principado e porta-voz do Governo, Guillermo Martinez, afirmou no sábado que ocorreram "vários fatores muito desfavoráveis" para a propagação de incêndios, mas também sublinhou que "tudo parece indicar" que alguns dos mesmos parecem ter sido provocados.

A investigação centra-se na averiguação das causas que explicam que se tenha passado de 18 focos de incêndio ativos na manhã de sábado para um total de cem ao fim do dia na região.

Os fortes ventos, as altas temperaturas e a ausência de chuva favoreceram a propagação dos incêndios.

A menos de uma semana do início do inverno, o norte de Espanha, nomeadamente as regiões da Galiza, Astúrias e País Basco, está a ser consumido por dezenas de incêndios florestais, quase uma centena só na região das Astúrias, de acordo com a Efe, Agência de Notícias de Espanha.

Lusa

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Docentes que ficaram indevidamente fora dos concursos ainda não foram colocados
    1:12

    País

    O Sindicato dos Professores do Norte diz que ainda há docentes à espera de serem colocados. Depois de terem contestado os erros nos processos concursais e de lhes ter sido dada razão, uma centena de docentes ainda não está a dar aulas. Para o sindicato, é inadmissível que os docentes paguem pelos erros do Ministério da Educação e exigem que se faça justiça.

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • 245 saltam de ponte de 30m no Brasil para Recorde do Guiness
    1:56