sicnot

Perfil

Mundo

China oferece-se para acolher negociações entre Governo sírio e oposição

O Governo chinês ofereceu-se para acolher as negociações entre representantes do Governo sírio e da oposição, visando uma "saída política" para o conflito que perdura há quase cinco anos, disse hoje o ministério dos Negócios Estrangeiros chinês.

Remy de la Mauviniere

"A China convidará representantes do Governo sírio e da oposição a visitar a China como forma de procurar uma saída política para o conflito", afirmou um porta-voz do ministério, Hong Lei.

O porta-voz não precisou se as negociações fazem parte do acordo aprovado pelo Conselho de Segurança da ONU na passada sexta-feira.

Wang Yi, o ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, tornou pública a proposta da China em Nova Iorque no passado sábado, após o Conselho de Segurança da ONU se ter reunido, visando pôr fim à guerra civil na Síria.

A resolução, aprovada por unanimidade, baseia-se nos acordos internacionais definidos no mês passado em Viena e que preveem o início de negociações, em janeiro, entre o regime sírio e a oposição e o estabelecimento de um cessar-fogo.

O texto estabelece um prazo de seis meses para que as duas partes designem um Governo de transição e de 18 meses para a realização de eleições.

O porta-voz chinês disse que o encontro entre o Executivo sírio e a oposição se realizará "em breve", e acrescentou que o ministério chinês informará sobre a reunião "no seu devido tempo", recusando avançar com mais detalhes.

  • Barco naufraga no Brasil, pelo menos sete mortos

    Mundo

    Uma embarcação com cerca de 70 pessoas a bordo naufragou na terça-feira no rio Xingú, no estado brasileiro do Pará. Pelo menos 25 pessoas foram resgatadas com vida, há sete mortos confirmados.

    Em atualização

  • Enfermeiros especialistas em saúde materna retomam protesto 

    País

    Os enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia voltam quinta-feira de manhã a interromper as funções especializadas, o que pode afetar blocos de parto e maternidades. Queixam-se de "falta de resposta política adequada" e "ausência de acordos sérios".

  • Cristas vaiada em bairro de Chelas
    1:44

    Autárquicas 2017

    Assunção Cristas promete mudanças na Gebalis, a empresa municipal que gere os bairros sociais em Lisboa. Esta manhã, a candidata do CDS à câmara visitou um bairro de Chelas, onde foi vaiada por alguns populares.

  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • "Em vez de ajudarem, estavam a tirar fotos dela a morrer"
    1:13
  • Criança irrequieta domina noticiário britânico
    1:19