sicnot

Perfil

Mundo

França vai investigar património de Jean-Marie e Marine Le Pen

A Alta Autoridade para a Transparência da Vida Pública francesa divulgou hoje que vai investigar o património do líder histórico do partido de extrema-direita Frente Nacional, Jean-Marie Le Pen, e da sua filha e atual presidente do partido, Marine.

© Pascal Rossignol / Reuters

A entidade considera que as declarações de património dos dois representantes do Frente Nacional relativas a 2014 são anormalmente baixas.

A Alta Autoridade para a Transparência da Vida Pública (HATVP, na sigla em francês) foi criada em finais de 2013 para garantir o caráter exemplar dos responsáveis públicos franceses. É apresentada como uma instituição contra a corrupção.

Num comunicado, o organismo referiu que existem sérias dúvidas sobre "a integridade, exatidão e sinceridade das declarações" dos dois políticos, mencionando a desvalorização intencional de "certos ativos imobiliários".

A HATVP transmitiu o processo ao Ministério Público francês, por considerar que os factos e a conduta dos dois eurodeputados poderão "constituir infrações penais".

Segundo a estação de televisão iTélé, os dois políticos podem ter intencionalmente reduzido em dois terços o valor de várias propriedades comuns em Saint-Cloud e Rueil-Malmaison, nos arredores de Paris.

No caso concreto da presidente da Frente Nacional, a redução representaria "várias centenas de milhares de euros", de acordo com o canal de televisão.

Já Jean-Marie Le Pen terá subtraído do seu patrónimo cerca de um milhão de euros, bem como não terá declarado uma conta na Suíça e a posse de barras de ouro.

A apresentação de uma falsa declaração de património à Alta Autoridade para a Transparência da Vida Pública é passível de ser punível com uma coima até 45 mil euros, três anos de prisão e uma proibição de ocupar cargos públicos durante 10 anos.

Lusa

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14

    Crise Migratória na Europa

    Mais de 160 pessoas foram resgatadas de uma embarcação de borracha que estava à deriva junto à zona costeira da Líbia. As imagens do resgate são de aflição, lágrimas e gritos. "Estou grávida! Estou a morrer!", disse uma das mulheres que conseguiu salvar-se. Foram ainda encontrados 13 cadáveres no fundo do barco, entre eles mães e mulheres grávidas. As imagens podem chocar as pessoas mais sensíveis.

  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.