sicnot

Perfil

Mundo

Seis soldados da NATO mortos em ataque suicida talibã

Seis soldados da missão da NATO no Afeganistão morreram num atentado suicida hoje perpetrado por talibãs contra uma patrulha conjunta do exército afegão e das forças estrangeiras destacadas naquele país, afirmou um porta-voz da Aliança Atlântica.

Soldados da NATO em Cabul, outubro de 2015.

Soldados da NATO em Cabul, outubro de 2015.

© Omar Sobhani / Reuters

"Os seis elementos foram mortos num ataque com um veículo armadilhado nas imediações da base aérea de Bagram", a norte de Cabul, referiu o porta-voz da NATO, em declarações à agência francesa AFP, mas sem precisar a nacionalidade das vítimas.

Também em declarações à AFP o governador da província de Parwan, Mohammad Asem, explicou que o ataque ocorreu quando um suicida numa mota se fez explodir à passagem da patrulha.

Um responsável dos serviços de segurança locais tinha avançado anteriormente outro balanço de vítimas, afirmando que o ataque tinha matado cinco soldados das forças da Aliança Atlântica e ferido outros seis.

Os cerca de 13 mil soldados da NATO ainda destacados no Afeganistão na missão "Apoio Decidido", que têm como funções a formação e o aconselhamento das forças afegãs, têm sido o alvo preferencial dos talibãs, que após a queda do seu regime, em 2001, iniciaram uma campanha de insurgência.

Na mensagem de reivindicação do ataque de hoje, os talibãs afirmaram que tinham matado "19 soldados norte-americanos".

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50