sicnot

Perfil

Mundo

Seis soldados da NATO mortos em ataque suicida talibã

Seis soldados da missão da NATO no Afeganistão morreram num atentado suicida hoje perpetrado por talibãs contra uma patrulha conjunta do exército afegão e das forças estrangeiras destacadas naquele país, afirmou um porta-voz da Aliança Atlântica.

Soldados da NATO em Cabul, outubro de 2015.

Soldados da NATO em Cabul, outubro de 2015.

© Omar Sobhani / Reuters

"Os seis elementos foram mortos num ataque com um veículo armadilhado nas imediações da base aérea de Bagram", a norte de Cabul, referiu o porta-voz da NATO, em declarações à agência francesa AFP, mas sem precisar a nacionalidade das vítimas.

Também em declarações à AFP o governador da província de Parwan, Mohammad Asem, explicou que o ataque ocorreu quando um suicida numa mota se fez explodir à passagem da patrulha.

Um responsável dos serviços de segurança locais tinha avançado anteriormente outro balanço de vítimas, afirmando que o ataque tinha matado cinco soldados das forças da Aliança Atlântica e ferido outros seis.

Os cerca de 13 mil soldados da NATO ainda destacados no Afeganistão na missão "Apoio Decidido", que têm como funções a formação e o aconselhamento das forças afegãs, têm sido o alvo preferencial dos talibãs, que após a queda do seu regime, em 2001, iniciaram uma campanha de insurgência.

Na mensagem de reivindicação do ataque de hoje, os talibãs afirmaram que tinham matado "19 soldados norte-americanos".

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07