sicnot

Perfil

Mundo

Dengue, a "gripe tropical", está em forte expansão no mundo

A dengue, doença transmitida por mosquitos, com sintomas semelhantes aos da gripe e que pode, nos casos mais graves, levar à morte, está em "dramática" expansão em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

A informação é divulgada no mês em que a primeira vacina contra a doença, desenvolvida pela farmacêutica francesa Sanofi Pasteur, recebeu autorizações de comercialização para o México e para as Filipinas.

O vírus da dengue é transmitido aos seres humanos através de picadas de mosquitos nativos de África mas agora presentes em todas as áreas tropicais e subtropicais, bem como por mosquitos do Sudeste Asiático que já criaram colónias na Europa e na América do Norte, e a doença caracteriza-se por febre até 40 graus, dor de cabeça, náuseas, vómitos, dores musculares e articulares e erupção cutânea.

A perda de plasma e as hemorragias, presentes na forma grave da doença, podem causar a morte, tendo a OMS alertado que "a incidência da dengue tem aumentado dramaticamente em todo o mundo nas últimas décadas", pois até 1970 só nove países haviam tido epidemias de dengue grave, enquanto agora a doença é endémica em mais de 100 países na África, nas Américas, no Mediterrâneo Oriental, na Ásia e no Pacífico.

Uma incidência importante da dengue foi registada na Ilha da Madeira em 2012/2013, com a ocorrência de cerca de 2.000 casos, tendo a França sido atingida por casos esporádicos na metrópole e várias epidemias na Guiana e nas Antilhas Francesas, estimando a OMS que 3,9 mil milhões de pessoas em 128 países estejam "expostas" aos quatro tipos de vírus da dengue: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o número de casos em todo o mundo multiplicou-se por 30 nos últimos cinquenta anos, tornando a dengue a doença viral transmitida por mosquitos que "mais depressa se espalha" pelo mundo.

De acordo com um estudo britânico, publicado na revista científica Nature em abril de 2013, existiam aproximadamente 390 milhões de pessoas a ser infetadas com dengue a cada ano, das quais 96 milhões acabavam por desenvolver a doença.

A OMS assinala que 500.000 pessoas adoecem com uma gravidade que exige hospitalização e, desse total, "cerca de 2,5% morrem".

Frequentemente designada de "gripe tropical" ou "pequeno paludismo", a dengue é uma infeção causada por um vírus da mesma família que o da febre-amarela e não tem tratamento específico, sendo a medicação destinada a contrariar a febre e a dor.

Diversas empresas farmacêuticas, como a norte-americana Merck, a japonesa Takeda e a britânica GSK, também estão na corrida para colocar no mercado a sua própria vacina contra a doença.

Lusa

  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.