sicnot

Perfil

Mundo

Estado de emergência proclamado no Mali durante 10 dias

O Governo maliano proclamou o estado de emergência durante 10 dias devido à "evolução da situação de segurança no Mali e na sub-região", segundo um comunicado oficial divulgado na segunda-feira à noite após o conselho de ministros.

© Joe Penney / Reuters

A medida de exceção, em vigor desde as 00:00 de hoje, "visa dar às autoridades competentes os meios legais para melhor identificar e combater qualquer tentativa para atingir a segurança das pessoas e seus bens, bem como a tranquilidade das populações", adianta o comunicado.

Interrogado pela agência France Presse sobre eventuais ameaças contra o país, um ministro maliano que não quis ser identificado referiu tratar-se de prevenir eventuais perturbações devido ao período festivo.

"É preciso evitar as concentrações nas festas do final do ano. O inimigo pode aproveitar-se", disse.

Trata-se da segunda vez que o estado de emergência é proclamado no Mali no período de um mês, após a medida de exceção ter sido decretada na sequência do ataque contra um hotel na capital a 20 de novembro, que causou 22 mortos.

O ataque foi reivindicado por dois grupos 'jihadistas': a 20 de novembro pelo Al-Murabitun do argelino Mokhtar Belmokhtar e a 22 de novembro pela Frente de Libertação de Macina, um movimento maliano.

Lusa

  • Sky News capta imagens do hotel no Mali após ataque terrorista
    1:50

    Mundo

    O Presidente do Mali garante que o país não vai isolar-se nem fechar as fronteiras depois do ataque terrorista da última sexta feira que matou mais de 20 pessoas na capital, Bamako, incluindo atacantes. O Presidente russo Vladimir Putin veio apelar ao reforço da campanha global contra o terrorismo, depois de saber que entre as vítimas mortais estão pelo menos quatro russos. Estas são imagens exclusivas da Sky News que esteve no do interior do hotel de 5 estrelas na capital do Mali, onde 19 civis foram mortos num ataque já reivindicado pela Al-Qaeda do Magreb Islâmico.

  • Hoje é notícia

    País

    O Governo apresenta hoje, em Lisboa, o pacote legislativo da Nova Geração de Políticas de Habitação, em que se destacam quatro novos instrumentos para responder às carências habitacionais e para promover o arrendamento acessível e a coesão territorial.