sicnot

Perfil

Mundo

Estado de emergência proclamado no Mali durante 10 dias

O Governo maliano proclamou o estado de emergência durante 10 dias devido à "evolução da situação de segurança no Mali e na sub-região", segundo um comunicado oficial divulgado na segunda-feira à noite após o conselho de ministros.

© Joe Penney / Reuters

A medida de exceção, em vigor desde as 00:00 de hoje, "visa dar às autoridades competentes os meios legais para melhor identificar e combater qualquer tentativa para atingir a segurança das pessoas e seus bens, bem como a tranquilidade das populações", adianta o comunicado.

Interrogado pela agência France Presse sobre eventuais ameaças contra o país, um ministro maliano que não quis ser identificado referiu tratar-se de prevenir eventuais perturbações devido ao período festivo.

"É preciso evitar as concentrações nas festas do final do ano. O inimigo pode aproveitar-se", disse.

Trata-se da segunda vez que o estado de emergência é proclamado no Mali no período de um mês, após a medida de exceção ter sido decretada na sequência do ataque contra um hotel na capital a 20 de novembro, que causou 22 mortos.

O ataque foi reivindicado por dois grupos 'jihadistas': a 20 de novembro pelo Al-Murabitun do argelino Mokhtar Belmokhtar e a 22 de novembro pela Frente de Libertação de Macina, um movimento maliano.

Lusa

  • Sky News capta imagens do hotel no Mali após ataque terrorista
    1:50

    Mundo

    O Presidente do Mali garante que o país não vai isolar-se nem fechar as fronteiras depois do ataque terrorista da última sexta feira que matou mais de 20 pessoas na capital, Bamako, incluindo atacantes. O Presidente russo Vladimir Putin veio apelar ao reforço da campanha global contra o terrorismo, depois de saber que entre as vítimas mortais estão pelo menos quatro russos. Estas são imagens exclusivas da Sky News que esteve no do interior do hotel de 5 estrelas na capital do Mali, onde 19 civis foram mortos num ataque já reivindicado pela Al-Qaeda do Magreb Islâmico.

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.