sicnot

Perfil

Mundo

Forças iraquianas entram na cidade de Ramadi ocupada pelo grupo extremista Estado Islâmico

As forças iraquianas entraram hoje no centro da cidade de Ramadi, que estava controlada desde maio pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI), indicou um alto responsável pela segurança do regime de Bagdade.

© STRINGER Iraq / Reuters

"Entrámos no centro de Ramadi a partir de diversas frentes e começámos a purgar os bairros residenciais", declarou o porta-voz dos serviços de luta antiterrorista, Sabah al-Nomane.

"A cidade ficará «limpa» nas próximas 72 horas", acrescentou.

"Não enfrentamos muita resistência, apenas alguns 'snipers' (atiradores furtivos) e bombistas suicidas. Nada de que não estivéssemos à espera", sublinhou Nomane.

"Construímos pontes provisórias sobre o Eufrates e as nossas forças conseguiram atravessar o rio e entrar em áreas residenciais para garantir o acesso ao centro da cidade", afirmou à AFP um general brigadeiro iraquiano, que pediu anonimato.

O ataque das tropas iraquianas avançou de madrugada e conta com uma unidade de contraterrorismo de elite, apoiada pela aviação da coligação liderada pelos Estados Unidos, com a polícia local e vários elementos de diferentes tribos que se opõem aos 'jihadistas'.

O EI tem perdido várias cidades chave no Iraque desde que forças governamentais e combatentes curdos começaram a responder à ofensiva iniciada pelo grupo extremista há 18 meses e que resultou na ocupação de vastas áreas do Iraque e da Síria.

Se a reconquista de Ramadi, um bastião do EI, for concretizada será a mais significativa vitória das forças armadas iraquianas, que foram acusadas de fugir sem dar luta ao avanço do EI.

Desde que tomaram Ramadi a 17 de maio, os 'jihadistas' do EI construíram uma rede de "bunkers" subterrâneos, ligados por túneis.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.