sicnot

Perfil

Mundo

Forças iraquianas entram na cidade de Ramadi ocupada pelo grupo extremista Estado Islâmico

As forças iraquianas entraram hoje no centro da cidade de Ramadi, que estava controlada desde maio pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI), indicou um alto responsável pela segurança do regime de Bagdade.

© STRINGER Iraq / Reuters

"Entrámos no centro de Ramadi a partir de diversas frentes e começámos a purgar os bairros residenciais", declarou o porta-voz dos serviços de luta antiterrorista, Sabah al-Nomane.

"A cidade ficará «limpa» nas próximas 72 horas", acrescentou.

"Não enfrentamos muita resistência, apenas alguns 'snipers' (atiradores furtivos) e bombistas suicidas. Nada de que não estivéssemos à espera", sublinhou Nomane.

"Construímos pontes provisórias sobre o Eufrates e as nossas forças conseguiram atravessar o rio e entrar em áreas residenciais para garantir o acesso ao centro da cidade", afirmou à AFP um general brigadeiro iraquiano, que pediu anonimato.

O ataque das tropas iraquianas avançou de madrugada e conta com uma unidade de contraterrorismo de elite, apoiada pela aviação da coligação liderada pelos Estados Unidos, com a polícia local e vários elementos de diferentes tribos que se opõem aos 'jihadistas'.

O EI tem perdido várias cidades chave no Iraque desde que forças governamentais e combatentes curdos começaram a responder à ofensiva iniciada pelo grupo extremista há 18 meses e que resultou na ocupação de vastas áreas do Iraque e da Síria.

Se a reconquista de Ramadi, um bastião do EI, for concretizada será a mais significativa vitória das forças armadas iraquianas, que foram acusadas de fugir sem dar luta ao avanço do EI.

Desde que tomaram Ramadi a 17 de maio, os 'jihadistas' do EI construíram uma rede de "bunkers" subterrâneos, ligados por túneis.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.